Indústria 04/08/2022 09:16

Em entrevista na FIERN, Cônsul-geral da Holanda fala sobre potenciais econômicos do RN e possibilidade de colaboração com o país

O cônsul respondeu a perguntas sobre as impressões quanto ao Rio Grande do Norte e sobre possibilidades de cooperação entre o estado e a Holanda. Confira:

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN) recebeu, na tarde desta quarta-feira (3), o cônsul-geral da Holanda no Brasil, Niels Veenis.

O potencial do Rio Grande do Norte para geração de energia renovável offshore foi destaque na conversa com diretores da FIERN e integrantes do núcleo estratégico Mais RN.

O cônsul respondeu a perguntas sobre as impressões quanto ao Rio Grande do Norte e sobre possibilidades de cooperação entre o estado e a Holanda. Confira:

Quais suas impressões da visita ao Rio Grande do Norte?

A primeira impressão que tive é de ser um estado muito bem gerido. Isso se nota com a manutenção das estradas e de parques. São pequenas coisas que mostram que aqui há o pensamento de que é preciso cuidar dos espaços e se preparar para o futuro fazendo manutenção do que se tem.

Como você vê os potenciais do Rio Grande do Norte?

O estado tem potenciais enormes no desenvolvimento das energias renováveis, tanto a geração de energia eólica onshore [em terra] quanto offshore [no mar], como também a energia solar.

Acredito que a Holanda tem algo adicionar nisso. Temos grande experiência no desenvolvimento da eólica offshore. Estou aqui justamente para aprender e identificar quais as oportunidades de colaboração entre meu país e o estado do RN.

O que mais chamou sua atenção na visita?

O nível e a qualidade das entidades que visitei. Antes de visitar a FIERN, fui ao Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), à UFRN, como também tive uma audiência com a Governadora. Além disso, visitei empresas muito bem organizadas e que visam o futuro, desejando se desenvolver.

Uma coisa que muito me impressionou foi o fato de todas essas entidades quererem caminhar na mesma direção. Todo mundo tem esse pensamento de “estamos juntos nisso e vamos para frente juntos”.

Como você vê a possibilidade de conexão entre a Holanda e o Rio Grande do Norte?

Ainda teremos que nos aprofundar na identificação dos setores econômicos com mais potencial e nas maneiras de estreitar as relações, mas já vejo que teremos oportunidades de colaboração na educação focada no mercado de energia eólica offshore. Acredito que a Holanda tem algo a oferecer para o Rio Grande do Norte.

Em termos comerciais, o RN já é um exportador importante de frutas para a Holanda. Vamos verificar a possibilidade de aprofundar essa relação e de adicionar outros setores e subsetores que já estamos identificando.

Fonte e foto: Portal da Fiern

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista