Governo Federal 19/02/2022 08:08

Em Natal (RN), Rogério Marinho autoriza projetos para construção da Adutora do Agreste Potiguar e participa de seminário de habitação

Empreendimento hídrico vai beneficiar 13 cidades do Rio Grande do Norte diretamente, além de mais 27 localidades indiretamente. Ato está marcado para as 10h

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, assina, às 10h deste sábado (19), em Natal (RN), Ordem de Serviço para o início da elaboração do projeto de implantação da Adutora do Agreste Potiguar.

O ato ocorre conjuntamente a um seminário destinado a debater o Programa Casa Verde e Amarela.

Com investimentos estimados em R$ 260,5 milhões, a Adutora do Agreste Potiguar é uma das principais obras hídricas do Rio Grande do Norte e vai beneficiar 13 cidades do estado, sendo 10 na região do Agreste (Boa Saúde, Lagoa D’Anta, Monte das Gameleiras, Nova Cruz, Passa e Fica, Santa Cruz, Santo Antônio, São José do Campestre, Serra de São Bento e Serrinha) e três no Litoral Sul (Canguaretama, Montanhas e Pedro Velho).

Além disso, outros 27 municípios também serão beneficiados com maior oferta hídrica por conta da redistribuição da água dos Sistemas Adutores Monsenhor Expedito e Espírito Santo.

Lançado pelo Governo Federal em 25 de agosto de 2020, o Programa Casa Verde e Amarela foi criado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) com o objetivo de ampliar o acesso à moradia digna.

A premissa da ação é combater o déficit habitacional em diversas frentes. Além da produção de casas e apartamentos, ela também inclui regularização fundiária, melhoria de residências, além de outras iniciativas, como a locação social.

Fonte: Assessoria

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista