Idosos 31/03/2021 06:43

Isto vai lhe interessar: Pesquisa avalia impacto da covid na cognição de idosos

Avaliar o impacto da infecção pelo vírus da covid-19 na cognição de idosos. Essa é a proposta da pesquisa realizada pelo Grupo de Pesquisa Neurociências Aplicadas, Processos Básicos e Cronobiologia da UFRN.

Avaliar o impacto da infecção pelo vírus da covid-19 na cognição de idosos. Essa é a proposta da pesquisa realizada pelo Grupo de Pesquisa Neurociências Aplicadas, Processos Básicos e Cronobiologia da UFRN.

O estudo é voltado para os idosos entre 60 e 80 anos, sem declínio cognitivo prévio, residentes no município de Natal (RN). Para participar, o voluntário precisa preencher este questionário.

Segundo a pesquisa, a prevalência de demências é elevada na população idosa e inúmeros agentes infecciosos já foram implicados em danos cognitivos.

Assim, a expressiva velocidade de envelhecimento populacional brasileira associada ao alcance da infecção pelo vírus SARS-CoV-2 justifica a investigação do impacto dessa infecção na cognição de idosos.

Entre os fatores associados ao risco de complicações neurológicas, aponta o estudo, destaca-se, no grupo populacional de idosos, a presença de fatores de risco vasculares prévios como hipertensão arterial e diabetes, além de antecedentes de doença cerebrovascular.

O acompanhamento vai acontecer entre os anos de 2021 e 2023.

Os participantes serão submetidos a avaliações seriadas de suas funções cognitiva, funcional e do humor a cada semestre e até o final do estudo, com o objetivo de compreender o impacto da infecção pelo novo coronavírus no declínio cognitivo da população alvo do estudo.

O Grupo de Pesquisa Neurociências Aplicadas, Processos Básicos e Cronobiologia (GPNaPbC) foi criado em 2013 e oficializado em janeiro de 2014 no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil do CNPq.

Sua frente de trabalho envolve o ensino, pesquisa e extensão (intervenção e reabilitação) envolvendo graduação e pós-graduação, buscando, calcada numa visão interdisciplinar e biopsicossocial, integrar áreas das Neurociências e Neuropsicologia, Cronobiologia, Psicologia Cognitiva, Medicina do Sono, Psicologia da Saúde e Psicologia do Gerenciamento Integral dos Riscos e Desastres.

Deu no Portal da UFRN

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista