Judiciário 24/10/2017 10:53

Rafael Godeiro considera que foi inocentado pelo CNJ e pelo TCE

A pirotecnia midiática que o Tribunal de Contas do Estado patrocinou na semana passada, anunciando que os ex-desembargadores Rafael Godeiro e Osvaldo Cruz haviam sido condenados por "negligência", serviu para criar uma cortina de fumaça sobre as reais decisões da corte.

A pirotecnia midiática que o Tribunal de Contas do Estado patrocinou na semana passada, anunciando que os ex-desembargadores Rafael Godeiro e Osvaldo Cruz haviam sido condenados por “negligência”, serviu para criar uma cortina de fumaça sobre as reais decisões da corte.
Os dois desembargadores foram, efetivamente, inocentados das acusações de roubo, de desvio no setor de precatórios do Tribunal de Justiça.
Desvios milionários assumidos publicamente pela funcionária Carla Ubarana e seu marido.
Hoje pela manhã, num papo com Rafael Godeiro, o blog ouviu dele a seguinte opinião:
“Eu e Osvaldo Cruz fomos, em verdade, absolvidos no Conselho Nacional de Justiça e no Tribunal de Contas do Estado do crime nas contas dos precatórios. Fomos condenados por negligência, por não termos evitado tais desvios. Como se fosse possível um Presidente impedir todas as ações desonestas de sua equipe, que se passava como sendo de confiança”.

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista

mais lidas