Sem categoria 05/02/2014 05:14

Debate sobre salinas sugere aperfeiçoar legislação

Por fatorrrh_6w8z3t

Audiência sobre indústria salineiraA deputada estadual Larissa Rosado (PSB) participou de debate sobre impacto ambiental da atividade salineira no RN, ontem (4), em Mossoró, e defendeu aperfeiçoamento da legislação para conciliar interesses ambientais, sociais e econômicos.
A intenção é preservar empregos e a natureza, garantindo sustentabilidade à produção de sal e fortalecendo ainda mais a indústria salineira.
“Sem danos ao meio, em parceria com órgãos de fiscalização e controle ambiental, como Idema e Ibama”, frisou.
Na audiência pública, realizada pelo Ministério Público Federal e com a presença de salineiros e órgãos ambientais, Larissa coletou subsídios para projetos de lei, a fim de aprimorar normais ambientais e evitar prejuízos à indústria, fauna, flora e solo.
Entre as sugestões do debate, estão reconhecimento de áreas produtoras como ambientes hipersalinos, sal como produto de utilidade pública ou como artigo de extração mineral. As propostas serão aprofundadas tecnicamente para virar projetos de lei.
“Precisamos de soluções adequadas à complexidade do tema. Não podemos analisar apenas na frieza da lei. Os salineiros não querem ferir a legislação, necessitam de diálogo, de cooperação, de uma abordagem mais educativa, e não repressiva”, comenta.
Segundo Larissa, é preciso acabar com o mito de que salina é destruidora de manguezal e comprovar que os dois ambientes podem coexistir sustentavelmente.
“Sal é motivo de orgulho para o Estado. Vamos encontrar o caminho da conciliação”, conclama.
Fonte e foto: Assessoria

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista