Sem categoria 13/05/2013 06:40

Os grupos gigantes ocultos na "Guerra dos Portos"

Por fatorrrh_6w8z3t

A MP dos Portos, elaborada pelo governo para abrir o setor, colocou em guerra dois grupos do setor privado: operadores com concessões em portos públicos e grandes empresas que já têm ou querem entrar no negócio.
De um lado, estão empresas como a Santos Brasil, do empresário Daniel Dantas, e a Libra Terminais, operadoras com forte atuação no país.
De outro, estão grupos como o do empresário Eike Batista, Odebrecht e MSC, operadora internacional de navios.
O embate ocorre porque a antiga lei, que pode voltar a vigorar se a MP dos Portos perder a validade na quinta, fazia restrição entre tipos de terminais. Os privados praticamente só podem transportar cargas próprias. Os públicos podem transportar produtos de terceiros.
Os operadores em portos públicos temem a concorrência porque eles não teriam os mesmos custos. Com isso, poderão ser mais competitivos.
Hoje, os dois grandes grupos que atuam no setor, com concessões em portos públicos, detêm cerca de 33% do total de movimentação de contêineres no país e quase 80% no Porto de Santos.
Reservadamente, o governo diz que os operadores de portos públicos estão fazendo lobby no Congresso contra a MP, tendo como representantes no Legislativo deputados peemedebistas. 
Deu em Valdo Cruz
Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista