Indústria 18/07/2022 10:57

FIERN apresenta hoje trajetória, avanços e perspectivas do MAIS RN para celebrar os oito anos do núcleo

Para celebrar, a FIERN fará uma apresentação da trajetória, avanços e perspectivas futuras do núcleo, em evento para diretores da Federação e convidados, na Casa da Indústria, sede da Federação.

O Mais RN, núcleo de pensamento e planejamento estratégico contínuo da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (FIERN), completa oito anos de existência nesta segunda-feira (18).

Para celebrar, a FIERN fará uma apresentação da trajetória, avanços e perspectivas futuras do núcleo, em evento para diretores da Federação e convidados, na Casa da Indústria, sede da Federação.

Lançado em 2014 como um observatório da indústria e um mapa de oportunidades de negócios, potenciais econômicos e ações prioritárias, em âmbito público e privado, o Mais RN inicialmente listava uma série de ações e metas para viabilizar, em 20 anos, um novo patamar de crescimento econômico do Rio Grande do Norte, sendo apresentado a gestores públicos.

Atualmente, o MAIS RN atua como uma unidade de inteligência e pensamento estratégico, com ações voltadas para o desenvolvimento da economia e das políticas públicas do estado, em parceria com instituições de ensino e pesquisa, com o poder público e com empresas e organizações privadas.

Nesses oito anos, o presidente da FIERN, Amaro Sales de Araújo, destaca a importância do Mais RN.

“Desde 2014, o MAIS RN é uma bússola para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte porque ele aponta o Norte, ele hierarquiza prioridades, define cenários, permite atualmente atualizar dados e números. São decisões baseadas em fatos, ou seja, indicadores palpáveis. É pensar o desenvolvimento estratégico não só olhando para o curto prazo, como também para o potencial que esse estado representa no longo prazo, até 2035, que é o horizonte do nosso planejamento”, disse.

“O MAIS RN é um estudo sempre em andamento, que permite enxergar o momento para auxiliar decisões para o futuro”, explica o diretor do MAIS RN, Marcelo Rosado. “Conseguimos predizer cenários, prevendo situações e mitigando ameaças no futuro. Com isso há a possibilidade de gestores tomarem as melhores decisões”, completa.

Sobre o MAIS RN

Lançado em 2014 como um observatório da indústria e um mapa de oportunidades de negócios, potenciais econômicos e ações prioritárias, em âmbito público e privado, o Mais RN inicialmente listava uma série de ações e metas para viabilizar, em 20 anos, um novo patamar de crescimento econômico do Rio Grande do Norte, sendo apresentado a gestores públicos.

Em 2020, o programa atingiu nova feição ao lançar a versão digital, o Mais RN 4.0 e, em meio a pandemia de Covid-19, lançar mão de recursos e plataformas digitais de Power BI (Businesse Inteligence) e ganhou espaços de debate junto aos empresários, com o Mais RN em Ação, que trouxe as Salas de Situação.

Para o Observatório, foi criado um conjunto de dashboards com dados e indicadores, de diversas fontes – como emprego, desemprego, arrecadação pública, ICMS, PIB per capita do Município, PIB da Indústria, PIB dos Serviços, análise da evolução do emprego, evolução da indústria -, que se correlacionam e podem ser atualizados para dar um panorama geral e sistematizado sobre determinado cenário ou setor da economia.

Com o ‘MAIS RN em Ação’, a FIERN se tornou um centro de inteligência para a economia privada, com enfoque no empresário e suas demandas. Atualmente, o Mais RN trabalha junto às cadeias de geração de Energias, Têxtil e confecção, Infraestrutura, Parque tecnológico, Pesca, Pecuária, Mineração, Turismo e Fruticultura, entre outras.

O MAIS RN desenvolveu também o documento Agenda Propositiva para o Desenvolvimento do RN, entregue ao Governo do Estado em outubro de 2021, elencando pontos e ações que envolvem poucos recursos financeiros em termos de investimento público, mas são de fundamental importância para a economia potiguar.

Deu no Portal da Fiern
Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista