Empresas 09/07/2022 08:26

Elon Musk encerra acordo de US$ 44 bilhões para aquisição do Twitter

Presidente-executivo disse que decisão foi motivada por "violação material de várias disposições do acordo"

O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, disse nesta sexta-feira (8) que estava encerrando seu acordo de 44 bilhões de dólares com o Twitter, citando violação material de várias disposições do acordo.

As ações do Twitter caíram 6% em negociações estendidas nesta sexta-feira.

O anúncio encerra uma saga depois que a pessoa mais rica do mundo fechou um acordo para adquirir a rede social em abril, mas depois colocou a compra em espera até que o Twitter provasse que os bots de spam representavam menos de 5% do total de usuários.

Em um documento, os advogados de Musk disseram que o Twitter falhou ou se recusou a responder a vários pedidos de informações sobre contas falsas ou spam na plataforma, o que é fundamental para o desempenho dos negócios da empresa.

No mês passado, o Twitter permitiu que Musk acessasse seu “firehose”, um repositório de dados brutos de centenas de milhões de tweets diários.

O Twitter não respondeu imediatamente a um pedido de comentário da Reuters.

Relembre a oferta

Em abril, Elon Musk fez uma oferta para comprar o Twitter. De acordo com o documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, da sigla em inglês), Musk ofereceu comprar todas as cotas que não possui da empresa a US$ 54,20 por ação — o que levaria a empresa a valer US$ 43,4 bilhões.

O CEO da Tesla havia enviado uma carta de oferta ao Twitter, segundo o documento.

No entanto, no mês passado, Musk passou semanas levantando alarmes de que o Twitter poderia ter muito mais contas falsas, spam e bots do que os números divulgados e já ameaçava abandonar seu acordo com a empresa.

O presidente-executivo da Tesla reiterava que a questão de contas falsas no Twitter estava entre os assuntos “não resolvidos” com os quais ele precisaria lidar antes de completar sua aquisição da empresa de mídia social.

Deu em CNN

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista