Pandemia 19/05/2022 19:00

Positividade de testes de Covid-19 cresce 56% em uma semana, aponta Abrafarma

Dados da entidade, que faz medições semanais, mostram a manutenção da tendência de alta na confirmação de casos da doença em testes de farmácia

A taxa de positividade dos testes de Covid-19 realizados nas farmácias brasileiras segue a tendência de alta, com a sétima elevação seguida, segundo dados da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma).

De acordo com a entidade, que faz medições semanais, os resultados positivos no período entre 9 e 15 de maio foi de 26,08% do total de exames realizados.

Ao todo, foram 31.623 resultados positivos. Na semana anterior, a taxa havia sido de 19,84%, com 17.708 testes positivos. Ou seja, um aumento de 56%.

O número de testes realizados na última semana também cresceu de forma considerável. Enquanto na semana de 2 a 8 de maio foram feitos 89.236 testes nas farmácias privadas do país, na semana de 9 a 15 de maio foram 121.272 testes realizados, um aumento de 36%. Foram coletados dados de 4.847 estabelecimentos.

Assim como na semana retrasada, os últimos dados divulgados mostram que, mais uma vez, as maiores taxas de positividade se concentraram na região Sul do país. Rio Grande do Sul (39%), Santa Catarina (34%) e Paraná (34%) tiveram, respectivamente, as taxas mais elevadas.

Especialistas explicam que o risco de transmissão de doenças respiratórias aumenta com as temperaturas mais frias.

Aumento no número de autotestes

As taxas de positividade identificadas nos autotestes também tiveram aumento, segundo informações da Abrafarma e da ClinicaRx. Os dados passados com exclusividade à CNN mostram que, do dia 1º de maio ao dia 19, foram realizados 7.555 autotestes, com taxa de positividade de 27%.

É um aumento de 5 pontos percentuais em relação à taxa observada nos meses de março e abril, que foi de 22% de laudos positivos.

Os estados que tiveram os maiores índices foram Goiás (34%), Paraíba (32%), Santa Catarina (31%), Rio Grande do Sul (31%) e Paraná e Minas Gerais (30%).

O relatório também mostra que 32,9% dos pacientes que tiveram sintomas após contrair a Covid-19 testaram positivo, enquanto a taxa de positividade das pessoas que não tiveram nenhum sintoma foi de 9,2%.

No acumulado dos meses de março e abril, a taxa de resultados positivos em pacientes com sintomas foi de 28,6%, e a de pessoas que não desenvolveram sintomas foi de 5,9%.

Deu em CNN

 

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista