Música 13/05/2022 11:36

Musical celebra a obra de Jackson do Pandeiro

Criado pela companhia Barca dos Corações Partidos, que tem em sua gênese a mistura de música e teatro, o musical celebra a obra do paraibano Jackson do Pandeiro (1919-1982), um dos mais importantes compositores brasileiros, autor de clássicos como Sebastiana, Chiclete com Banana e O Canto da Ema. 

Depois de cumprir uma bem sucedida temporada online, em função da pandemia, o espetáculo Jacksons do Pandeiro faz sua estreia no palco do Sesc Pinheiros.

Criado pela companhia Barca dos Corações Partidos, que tem em sua gênese a mistura de música e teatro, o musical celebra a obra do paraibano Jackson do Pandeiro (1919-1982), um dos mais importantes compositores brasileiros, autor de clássicos como Sebastiana, Chiclete com Banana e O Canto da Ema.

A direção é de Duda Maia.

Um dos diretores musicais do espetáculo, o músico Alfredo Del-Penho, que integra o elenco, diz que a temporada presencial aproxima o público do elenco de uma maneira especial.

“O espetáculo de teatro é vivo e acontece em sinergia com a plateia. O espectador conduz o olhar e cria seus recortes, reage e interage com os atores. Por mais que o espetáculo online tenha sido feito com todo cuidado e apuro, a sensação de estar no teatro é única.”

A seleção de repertório, claro, não foi fácil, afinal o compositor deixou cerca de 400 canções, todas com gêneros que representam o universo musical brasileiro, como samba, forró, coco, baião e frevo.

“Eu já pesquisava esse repertório desde 2003. Compartilhei cerca de 430 músicas para serem ouvidas por todos da criação e do elenco. A escolha foi muito difícil, mas buscamos selecionar músicas que representassem as muitas faces do mestre”, diz o músico.

Além de canções de Jackson, há outras de autoria da companhia.

Dessa forma, a história do homenageado é contada por meio de brincantes que misturam suas experiências de vida com fatos vividos pelo compositor.

Del Penho explica a decisão de trazer novas composições para o musical.

“A ideia veio para que pudéssemos amarrar a proposta dramatúrgica e dialogar com a obra original a partir de um olhar contemporâneo. Elas contribuem no sentido de revelar também nosso olhar para o que o Jackson fazia e criava.”

Estreia 5ª (19). 5ª, 6ª e sáb., 20h; dom., 18h. Sesc Pinheiros. Teatro Paulo Autran. Rua Paes Leme, 195, Pinheiros. R$ 12/R$ 40.

Deu no Estado de São Paulo

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista