Governo do Estado 06/05/2022 18:10

Governo discute investimentos ambientais com a Elera Renováveis

Empresa, que já atua em Parazinho e João Câmara, inicia novo parque eólico em Parelhas

O Governo do Rio Grande do Norte está definindo parcerias ambientais com a empresa Elera Renováveis que já opera o parque eólico Renascença nos municípios de Parazinho e João Câmara e inicia a implantação de parque eólico no município de Parelhas, com capacidade de geração de 247,5 MW e investimento de R$ 1,5 bilhão.

Nesta sexta-feira (06), o vice-governador Antenor Roberto recebeu em audiência o presidente da Elera, Fernando Mano e o diretor de responsabilidade social e meio ambiente, Gustavo Sbrissi.

“A Elera faz investimento muito importante no Rio Grande do Norte em área já explorada por mineração e estamos tratando de contrapartida ambiental para investimentos em projetos sociais e proteção ao meio ambiente”, explicou Antenor.

Neste sentido, o Governo do Estado estuda a viabilização de ações de educação ambiental como a reativação do Barco Escola Chama-Maré, do Idema, e outras ações no interior do Estado.

O vice-governador sugeriu ações dentro da área do Geoparque Seridó, recentemente reconhecido pela Unesco, e que abrange vários municípios. Além disso, há possibilidade de ações para captação de água da chuva e para dessalinização de água.

A empresa também vai contratar mão de obra local para a implantação do parque e já começou a capacitar mulheres para o trabalho. A previsão é de que sejam ofertados um mil empregos na fase de implantação.

A governadora Fátima Bezerra participou da reunião de forma remota e destacou o empenho das secretarias e órgãos do Estado na atração e viabilização de investimentos, inclusive com a agilização de licenças ambientais. Esta colocação da governadora foi confirmada por Fernando Mano:

“Estamos aqui também para agradecer à equipe de Governo pelo empenho, atenção e diálogo com os quais somos tratados”.

Os dirigentes da Elera explicaram que a empresa destina 0,5% do faturamento para ações voluntárias. Em Parazinho e João Câmara, a empresa capacitou mulheres e investiu R$ 1,6 milhão em sistemas captação de água da chuva, criação de peixes e cultivo feijão e milho com energia solar em áreas antes não cultivadas.

Na audiência, o vice-governador esteve acompanhado dos secretários de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Sílvio Torquato, secretaria adjunta do Gabinete Civil (GAC), Socorro Batista, coordenador de desenvolvimento energético da Sedec, Hugo Fonseca, diretor-geral do Idema, Leon Aguiar, Procurador-Geral do Estado, Luiz Antônio Marinho, procurador-geral adjunto, José Duarte Santos

Fonte:Assessoria

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista