Mulheres 30/04/2022 10:17

Governadora comemora em Lajes aniversário da pioneira Alzira Soriano

Homenageada na Semana Cultural Alzira Soriano, a primeira prefeita eleita do Brasil e da América Latina estaria completando 125 anos nesta sexta-feira (29)

Lajes, município da região de Açu, distante 128 km da capital do estado, elegia, no ano de 1929, a primeira prefeita do Brasil e da América Latina, numa época em que as mulheres sequer podiam votar.

Após 93 anos desse grande feito, a cidade comemora, em reverência à sua memória histórica, a Semana Alzira Soriano, e não poderia deixar de contar, na noite desta sexta-feira (29), com a presença da governadora Fátima Bezerra, atualmente a única governadora eleita do Brasil.

“O que me toca o coração é que lá se vão quase cem anos que Alzira ousou se candidatar, ser eleita e ser a primeira mulher prefeita de Lajes, do Rio Grande do Norte, do Brasil e da América Latina, no tempo em que até o direito ao voto às mulheres era negado. Olha a ousadia de Alzira. O Rio Grande do Norte tem esse pioneirismo, não vamos esquecer que o primeiro voto feminino do Brasil também se deu aqui no estado, através de outra grande pioneira que foi Celina Guimarães, em Mossoró”, disse Fátima Bezerra, enfatizando a importância de iniciativas como esta e saudando a sensibilidade da prefeitura por imprimir mais dinamismo na Semana Alzira Soriano, destacando a retomada da memória histórica da luta das mulheres.

O mandato de Alzira Soriano durou pouco tempo, pois decidiu renunciar ao cargo por não concordar com os desdobramentos do governo de Getúlio Vargas em 1930.

Mesmo assim, seu governo em Lajes ficou marcado pela construção de escolas, melhorias na iluminação pública a gás, e obras de infraestrutura, como estradas que ligavam a sede do município aos distritos.

Ela voltaria à política após a redemocratização do país, em 1945, elegendo-se vereadora em Lajes por três mandatos. Alzira morreu em Natal em 28 de maio de 1963, aos 66 anos de idade.

“Nós ainda temos que refletir muito. Porque a luta pela participação das mulheres na política é muito lenta. Passados quase cem anos, estou eu aqui, ainda, como a única governadora mulher eleita no Brasil. Em 27 estados da federação apenas uma mulher foi eleita. No parlamento, a nível nacional, de 513 parlamentares, a gente só chega a 15%. Eu deixo aqui essa mensagem não para a gente ficar triste. É para a gente levantar a cabeça cada vez mais. É para a gente se lembrar cada vez mais de Alzira. Temos que lutar muito ainda contra a violência política de gênero”, afirmou a governadora, declarando que o legado de Alzira Soriano não pode se deixar morrer.

A Semana Alzira Soriano foi instituída pela Lei Municipal 502/2009, de autoria de Francisco Canindé Rocha da Silva. Este ano ganhou mais visibilidade e está em sua 12ª edição, acontecendo de 24 a 30 de abril.

Nesta sexta (29), contou com a Exposição Histórica na Estação das Artes e com a programação cultural “Uma Noite no Palácio”, onde ocorreu a apresentação da Filarmônica 03 de Dezembro, o lançamento do espetáculo teatral Alzira Mulher, além do lançamento do Lajes Conectada.

A governadora aproveitou a ocasião para anunciar a implantação de uma Central do Cidadão no município de Lajes, que deve receber o equipamento ainda no primeiro semestre de 2022, através da Secretaria de Estado de Administração (SEAD-RN).

A Central trará inicialmente serviços prestados pelo Detran, Itep (com emissão de carteiras de identidade), serviços de carteira de trabalho e de CPF, defensoria pública, ou seja, mais cidadania para a região central do estado.

A previsão inicial é de realizar cerca de 2.500 atendimentos mensais.

O Governo do Estado conta atualmente com 27 Centrais do Cidadão, distribuídas em 23 municípios. Com a implantação da nova unidade, em Lajes, passará a contar com 28 Centrais, em 24 municípios.

Fonte e fotos: Assessoria

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista