Educação 20/04/2022 18:00

Educadores do RN têm maior reajuste da história: 50,25%

Administração estadual é a única a pagar reajuste integral a ativos e inativos.

Na atual gestão no Governo do Estado, a categoria dos educadores foi contemplada com reajustes salariais que somam 50,25%.

Essa informação foi ressaltada pela governadora Fátima Bezerra ao participar nesta terça-feira (19) da comemoração da Páscoa dos aposentados e pensionistas da Educação estadual, evento promovido pelo Sindicato dos Trabalhadores da Educação – Sinte, em Natal.

“Trago meu abraço especial a esta categoria à qual pertenço. A Páscoa significa renovação de vida e fé. Enfrentamos tempos difíceis e a pandemia da Covid-19 que veio de forma devastadora”, afirmou Fátima Bezerra aos educadores no auditório do Sinte. Ela lembrou a péssima situação financeira do Estado ao assumir a gestão em 2019.

“Havia apenas R$ 3 milhões em caixa e débitos de R$ 1 bilhão com quatro folhas de pagamento dos servidores em atraso, débitos com fornecedores e um verdadeiro caos administrativo. Mas trabalhamos muito, promovemos a recuperação fiscal e financeira, pagamos os salários em dia, pagamos as folhas em atraso, honramos o piso nacional dos professores e estamos concedendo o maior percentual de reajuste da história para categoria da educação – 50,25 % ao longo do nosso Governo”, disse.

A governadora, que participou do evento acompanhada da secretária de Administração, Virgínia Ferreira, e da secretária adjunta da Educação, Márcia Gurgel, também lembrou sua atuação como parlamentar em defesa da educação.

“Como deputada federal fui relatora do Fundeb e lá garanti o mesmo tratamento dado ao pessoal da ativa para os aposentados.  Depois atuamos fortemente para assegurar a lei do piso. Sempre tivemos coerência porque a educação é o setor estratégico e decisivo para preparar nossos jovens para a vida e para serem cidadãos vivendo com dignidade, democracia e respeito”.

Ainda na sede do Sinte, a Governadora se reuniu com dirigentes do Sindicato Nacional dos Aposentados – Sindinap, João Batista Inocentine, presidente, Frei Chico, diretor, e José Soriano, coordenador estadual no Rio Grande do Norte.

EDUCADORES NA REDE ESTADUAL

– A Rede Estadual de Educação é composta por 15.612 professores ativos e 17.239 aposentados e pensionistas, de acordo com dados da COPAG. Esse dado varia devido a dinâmica de aposentadorias e exclusões.

– No atual Governo foram convocados 2.498 professores efetivos e 2.279 professores temporários (2019-2022).

– O piso salarial do magistério é de R$ 3.845,63 (40 horas) e R$ 2.884,23 (30 horas).

– Os vencimentos e reajustes estão sendo honrados para todos profissionais da educação – ativos, aposentados e pensionistas.

– No RN, o percentual de reajuste do piso salarial nacional é concedido a todos os ativos, aposentados e pensionistas.

– A rede estadual tem 224.059 estudantes matriculados;

– São 615 unidades de ensino – 595 espaços escolares e 20 espaços não-escolares;

– 55.8% dos estudantes cursam o ensino médio.

REAJUSTES, PROGRESSÕES E VALORIZAÇÃO SALARIAL

– 2019 – 4,17% – R$ 2.578,72 para R$ 2.686,25 (30h – professor em início de carreira com licenciatura).

– 2020 – 12,84% – R$ 2.686,25 para 3.084,88 (30h – professor em início de carreira com licenciatura).

– 2021 – Não houve reajuste em função da PEC Emergencial da Pandemia.

– 2022 – 33,24% – R$ 3.084,88 para R$ 3.845,63 (40h) e R$ 2.884,23 (30 horas).

– Foram implantadas 8.445 progressões horizontais (letras) relativas a tempo de serviço e 3.028 progressões verticais (nível) relativas à comprovação acadêmica a um grupo de 10 mil professores;

– O impacto destas progressões na folha de pagamento da Educação é de R$ 47 milhões;

– Para que essa vantagem fosse paga, um grande trabalho técnico foi feito pelas pastas da Educação, Administração, Planejamento, Gabinete Civil e órgãos de controle estadual;

– A última vez que aconteceu foi em 2015 (há mais de 6 anos).

Fonte e foto: Assessoria

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista