Família 04/04/2022 09:00

Famílias brasileiras estão mais endividadas; número bate recorde em março

Famílias brasileiras estão mais endividadas, número bate recorde no mês de março. A pesquisa que teve início em 2010, apresentou a maior taxa da história

Os números são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e apontam que 77,5% das famílias se encontram endividadas.

Ao final de 2021 o recorde já havia sido batido quando a pesquisa registrou 70,9%. 

Taxa de inadimplência em alta

Apesar da dívida não significar de fato um problema nas finanças, a inadimplência é o que mais preocupa.

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, a Peic, registrou que 27,8% dos consumidores possuem contas ou dívidas atrasadas, segundo maior número em 12 anos desde o início da pesquisa em 2010, quando a taxa foi de 29,1%.

De acordo com a Peic, o cartão de crédito é um dos maiores causadores de endividamento, responsável por 87% dos endividados do Brasil, principalmente para famílias de renda maior.

Os carnês aparecem logo na sequência com 18,7% , seguidos dos financiamentos de carros com 11,2%, crédito pessoal com 9,4% e financiamento de casa com 8,6%.

A pesquisa revela ainda que 10,8% dos endividados não serão capazes de quitar suas dívidas  e contas atrasadas, o percentual está acima do registrado em fevereiro deste ano. Em comparação ao mês de março de 2021, o número também apresentou um aumento, visto que no período os endividados que não conseguiam pagar suas dívidas representavam 10,5%.

Diante das crises enfrentadas, o brasileiro sofre com a tentativa de equilibrar as suas finanças, atualmente o número de inadimplentes no país atingiu a marca de 64,82 milhões de brasileiros.

Na tentativa de melhorar a situação do consumidor, o Serasa realizou um feirão de renegociação de dívidas no último mês de março, o feirão Serasa Limpa Nome costuma acontecer tradicionalmente aos finais dos anos, promovendo aos consumidores a chance de quitarem suas dívidas com condições especiais e descontos.

O feirão emergencial foi até a última quinta-feira (31) para negociar mais de 33 milhões de dívidas.

Deu em Portal Terra

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista