Redes Sociais 19/03/2022 06:06

Advogado do Telegram no Brasil diz que STF faz uma “grande confusão”

Por Ricardo Rosado de Holanda

Escritório Araripe & Associados ressaltou que representa o Telegram apenas na defesa de direitos de propriedade industrial

O advogado Luiz de Alencar Araripe Júnior, sócio do escritório Araripe & Associados, que representa o Telegram no Brasil, afirmou nesta sexta-feira (18/3), em conversa com o Metrópoles, que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes faz uma “grande confusão” ao citá-lo na decisão que determinou o bloqueio do aplicativo no país.

Moraes decidiu, nessa quinta-feira (17/3), que plataformas digitais e provedores de internet devem suspender o Telegram no país.

Na mesma decisão, o magistrado intimou o Telegram pelo canal eletrônico support@telegram.org e por meio de intimação pessoal dos sócios do escritório Araripe & Associados, que tem procuração do aplicativo para atuar no Brasil.

“A gente vem reiterando: a nossa procuração é para atuar pelo Telegram junto ao Inpi [Instituto Nacional da Propriedade Industrial]”, ressaltou o advogado.

“Não temos poderes para atuar em outras demandas. É uma grande confusão que está fazendo o STF. Já deixamos claro isso. Nós recebemos a intimação, com a ressalva que não temos poderes para representar o Telegram em outra matéria que não seja de direitos de propriedade industrial. Eles estão citando o Telegram na pessoa errada”, declarou Araripe Júnior, por telefone.

Deu em Metróp0les

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista