Mulheres 16/03/2022 08:16

Lutadora de jiu-jitsu presencia assalto em loja e imobiliza criminoso na Grande Natal

Manicure, que é faixa preta no esporte, varria a calçada do seu estabelecimento quando percebeu movimentação estranha na loja vizinha. Criminoso foi preso em flagrante.

Um criminoso de 49 anos tentou assaltar uma loja de roupas masculinas em Nova Parnamirim, na Grande Natal, no início da tarde desta terça-feira (15) e acabou sendo perseguido e imobilizado por uma manicure faixa preta em jiu-jitsu, que presenciou o crime.

Acionada, a Polícia Militar chegou em seguida e prendeu o criminoso em flagrante.

A loja fica na Rua Joaquim Teodoro e estava fechada para o horário de almoço. O criminoso se passou por cliente e pediu para entrar na loja para comprar roupas.

Ele foi para o provador e em seguida anunciou o assalto.

A única pessoa na loja naquele momento era uma vendedora. Ela conta que ele pediu dinheiro, mas não havia em espécie no estabelecimento.

“Eu abri a porta, ele viu a loja completa e foi pro provador. Quando voltou, anunciou o assalto. Quando chega algum cliente, eu sempre deixo a porta aberta. Ai ele foi imediatamente e fechou”, contou a vendedora Amanda Suyanne.

Em seguida, ele mostrou um simulacro, uma pistola de cola quente, para ameaçar a vendedora.

“Ele disse que era um assalto e mandou eu dar o dinheiro. Eu disse que não tinha. Então, ele disse pra eu ir lá pra trás e fechar com o cadeado. Eu fiquei muito nervosa. Provavelmente seria pra fazer outras coisas”.

Foi quando a vendedora chamou pela vizinha, que tem um salão de beleza ao lado do ponto e estava varrendo a calçada – ela havia notado uma movimentação estranha na loja naquele momento.

“Eu a chamei, ela abriu a porta e eu empurrei ele. Ela saiu com um cabo de vassoura justamente porque ela estava varrendo na frente do salão. E correu atrás dele, metendo o cabo de vassoura nas costas dele“, disse.

O assaltante foi imobilizado pela manicure, que é faixa preta de jiu-jitsu, até a Polícia Militar chegar e efetuar a prisão.

Tentativa de roubo

De acordo com o delegado Carlos Brandão, do 2º Distrito Policial de Parnamirim, que registrou a ocorrência, o criminoso, que tem 49 anos, também portava um estilete.

“Ele agiu com covardia. A vítima estava no horário de almoço e ele se fingiu de cliente para, vendo a fragilidade, que só tinha a vítima presente, entrar no estabelecimento. Tão logo teve a oportunidade, anunciou o assalto”, disse.

“Ele portava um estilete e fingiu estar armado chegando a até ameaçar a vítima de morte. Foi apreendido com ele esse simulacro de arma”, reforçou.

O delegado disse que o criminoso foi autuado pelo crime de tentativa de roubo.

“O crime ia ser de extrema covardia, mas por pessoas próximas terem ouvido, conseguiu se evitar e ele foi preso em flagrante e autuado pelo crime de tentativa de roubo”.

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista