Eleições 15/03/2022 09:46

União, MDB e PSDB decidem anunciar candidatura única em 1º de junho

Opções, entre os nomes já conhecidos, vão ser apresentadas no início de abril. É quando terá início oficialmente a disputa interna entre os pré-candidatos

MDBPSDB e União Brasil decidiram que vão lançar candidatura única à presidência da República no dia 1º de junho. Os presidentes dos três partidos estiveram reunidos neste domingo (13) à noite, em São Paulo e decidiram firmar aliança específica para as eleições deste ano no lugar de uma federação, que duraria quatro anos.

O acordo se estende ao Cidadania, já que o partido será federado com o PSDB.

“Passado o período de janelas, cuidando cada um das realidades partidárias, de descompatibilização de prefeitos e governadores, nós focaremos no entendimento de qual é o critério de escolha desse candidato até 1º de junho”, afirmou à CNN o presidente tucano, Bruno Araújo, sobre o acordo com MDB e União.

À CNN, o presidente do União Brasil, Luciano Bivar, afirmou que o arco de partidos estará aberto para alianças com outras legendas que desistam da candidatura presidencial própria, como o Podemos, de Sérgio Moro.

“Vamos lançar uma candidatura única. Não estamos preocupados com o que pensa Bolsonaro e Lula, mas com o que o candidato escolhido pensa sobre respeitar instituições, estado democrático e livre mercado”.

As opções, entre os nomes já conhecidos, vão ser apresentadas no início de abril. É quando terá início oficialmente a disputa entre os pré-candidatos. Até a decisão final, caberá aos três nomes viajar pelo país, explicar suas propostas, buscar apoios. O pré-candidato do PSDB é o governador de São Paulo, João Doria, a pré-candidata pelo MDB é a senadora Simone Tebet.

Já o União Brasil ainda não se decidiu, entre os cotados para representar a legenda estão o presidente do partido, Luciano Bivar, o ex-prefeito de Salvador ACM Neto e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado.

Nesta segunda-feira (14), o União Brasil irá se reunir em um jantar em Brasília, na casa do vice-presidente do partido, Antonio Rueda.

Deu em CNN

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista