Idosos 02/03/2022 10:22

Cérebro permanece ‘afiado’ até os 60 anos, indica estudo

É o que sugere uma pesquisa publicada na revista Nature Human Behaviour.

O cérebro permanece afiado até a meia-idade, diferentemente das suposições populares de que a velocidade de processamento mental diminui a partir dos 20 e 30 anos.

É o que sugere uma pesquisa publicada na revista Nature Human Behaviour.

O estudo com 1,2 milhão de pessoas, com idades entre 10 e 80 anos, revelou que a velocidade mental permaneceu relativamente estável entre 30 e 60 anos — mas a cautela na tomada de decisão tende a aumentar com a idade.

Os pesquisadores da Universidade de Heidelberg, na Alemanha, usaram uma tarefa online para estimar o tempo de tomada de decisão das pessoas.

Eles mostraram aos participantes uma série de imagens online e pediram a eles que as colocassem em duas categorias — boa ou ruim — apertando botões diferentes para isso.

Eles sugerem que a tarefa envolve processos distintos, incluindo velocidade mental (definida a grosso modo como a taxa na qual processamos informações para tomar uma decisão), cautela na decisão (que analisa o tempo necessário para considerar as informações antes de tomar uma decisão) e, em seguida, o tempo envolvido em de fato apertar o botão.

Por meio de modelos matemáticos, os pesquisadores conseguiram estimar a velocidade com que os participantes concluíram cada parte do processo.

Eles descobriram que, embora o tempo médio para concluir a tarefa como um todo tenha piorado após os 20 anos, a velocidade mental de processamento de informações não começou a diminuir até os 60 anos.

O estudo constatou que:

– Pessoas com menos de 18 anos eram menos cautelosas e mais dispostas a abrir mão da precisão em prol da velocidade;

– A cautela nas decisões aumentou entre 18 e 65 anos;

– As pessoas também demoravam mais para apertar o respectivo botão quanto maior a idade.

Os cientistas admitem que provavelmente há muitos processos diferentes envolvidos nas tomadas de decisão e dizem que é possível que outros fatores, como opiniões previamente formadas, também afetem a velocidade de tomada de decisão.

“Para grande parte da vida humana e carreiras de trabalho típicas, nossos resultados desafiam a noção generalizada de uma desaceleração da velocidade mental relacionada à idade”, conclui o estudo.

Deu em BBC

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista