Combustíveis 15/02/2022 09:40

Pesquisa de preço de combustível encontra redução em alguns postos

A exceção encontrada ficou por conta de dois combustíveis, a gasolina comum que teve a maior variação em relação ao mês anterior de 0,34%, seguido pelo diesel S-10 com 0,22%.

O Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon Natal, realizou pesquisa de preço dos combustíveis na cidade no último dia 9 e identificou redução nos preços em relação ao mês de janeiro.

Os combustíveis que apresentaram variação negativa foram o gás natural com -4,88%, seguido pelo etanol com -2,59%, o diesel comum com -0,46% e a gasolina aditivada com o menor percentual encontrado com -0,09%.

A exceção encontrada ficou por conta de dois combustíveis, a gasolina comum que teve a maior variação em relação ao mês anterior de 0,34%, seguido pelo diesel S-10 com 0,22%.

O Núcleo de Pesquisa, setor responsável pela análise dos dados pesquisados, realizou a pesquisa em 83 postos de gasolina na cidade do Natal, contemplando as quatro regiões da cidade.

Analisando os preços neste mês de fevereiro a pesquisa, encontrou redução de um mês para o outro, mesma tendência observada nas pesquisas de janeiro, uma antes e outra depois do aumento anunciado pela estatal brasileira a Petrobras, aumento esse no preço das refinarias na gasolina e no diesel, ocasião em que foi observado que os preços da bomba para o consumidor estavam menores que o anunciado.

As planilhas contendo todos os dados de preço, média, e variação, bem como os estabelecimentos pesquisados, para todos os combustíveis, dentre outras informações, podem ser obtidas através do endereço eletrônico http://www.natal.rn.gov.br/procon/pesquisa. É permitida a publicação dos dados da pesquisa, desde que seja citada a fonte: Núcleo de pesquisa Procon Natal.

No entanto, é vedada a utilização deste material, integral ou parcialmente, para fins publicitários.

ANÁLISE DOS DADOS

Para o Núcleo de pesquisa, os combustíveis encontrados nos postos de gasolina seguem essa tendência de redução devido à política aplicada por alguns governadores que prorrogaram o congelamento do preço médio ponderado ao consumidor final – (PMPF), que permaneceu a R$ 6,627 de outubro a dezembro de 2021 e foi prorrogado até março de 2022, esse dispositivo serve para base de cálculo para efeito de tributação do ICMS.

No mês de fevereiro do total de postos pesquisados por combustível na bomba em 69,9% foi encontrado redução no preço da gasolina, em média o valor encontrado foi de R$ 6,952, o etanol com o preço médio de R$ 5,534, sendo que em 61,4% estavam com preços reduzidos, outro combustível que teve redução verificado pela pesquisa foi o diesel S-10 em que 47% dos postos pesquisados reduziram o preço na bomba, em média o preço desse combustível foi encontrado a R$ 6,045, o gás veicular chamou a atenção com 100% dos postos pesquisados que estavam com seus preços reduzidos.

Essa resolução no gás veicular dá-se pela resolução nº 01 de 31 de janeiro de 2022, do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, que homologa as tarifas do gás canalizado, distribuído pela Companhia de Gás Potiguar – POTIGÁS.

A pesquisa encontrou etanol sendo vendido ao menor preço de R$ 4,999, em quatro postos na região norte de Natal no bairro de Potengi posto Pajuçara e posto Dunas, localizados na avenida Moema Tinoco e na avenida Votuporanga, na Lagoa Azul posto Nova Natal, localizado na rua Bela Vista e o posto Vale Dourado no Santarém, localizado na avenida das Fronteiras. Já a gasolina mais barata foi encontrada no posto 30 de setembro no bairro de Candelária, ao preço de R$ 6,811.

O Etanol apresentou variação de 22,83% no comparativo entre o maior e o menor preço no mês corrente. Entre os meses de janeiro e fevereiro a variação foi negativa de (-2,59%) e isso equivale a uma diferença de R$ 1,139 por litro.

A região com a maior média encontrada pela pesquisa foi a região sul com R$ 5,642, o maior preço encontrado foi de R$ 6,129 nas regiões leste, no bairro de Tirol e na região sul no bairro de Ponta Negra, já o menor preço encontrado foi na região Norte de R$ 4,990, e a região com menor preço médio encontrado pela pesquisa é a oeste com R$ 5,387.

Em relação ao mês anterior a pesquisa identificou redução no preço do etanol em 92,86% dos postos pesquisados na região oeste, na região sul o percentual dos postos com preços reduzidos foi de 60,71%, e nas regiões leste e norte esse percentual foi de 50% e 50,52%, respectivamente.

O GNV,  no mês anterior o preço médio encontrado pela pesquisa foi de R$ 4,818 em média, e no mês de fevereiro o preço médio encontrado foi de R$ 4,583, essa variação em reais equivale a R$ (-0,235) centavos de reais por metro cúbico, a variação é de (-4,88%).

A variação do maior e menor preço é de 1,30% e a diferença em Reais de R$ 0,059 centavos por metro cúbico.

O menor preço constatado pela pesquisa foi de R$ 4,540 na zona oeste, no bairro das Quintas, no posto Santa Cruz, localizado na avenida Mário Negócio é o maior preço encontrado foi de R$ 4,599 na região leste no bairro de Tirol no posto São Luiz IV.

No entanto, a região com a menor média encontrada pela pesquisa foi a oeste com R$ 4,573 e a região com a maior média foi a norte com R$ 4,590. O valor mais comum encontrado nos postos foi de R$ 4,590.

A gasolina comum mais barata encontra-se na região oeste que apresentou o menor preço médio dentre as quatro regiões pesquisadas com R$ 6,934, a pesquisa encontrou o menor preço de R$ 6,811, na zona sul no bairro de Candelária.

Já o maior preço da gasolina comum foi constatado também na região sul, no com o preço de R$ 7,059 nos bairros de Ponta Negra, no conjunto Alagamar e no bairro de Tirol, na zona leste da cidade.

A diferença entre o maior R$ 7,059 e o menor preço R$ 6,811 é de R$ 0,248 centavos de reais por litro de gasolina e isso equivale a uma variação de 3,64%, a variação mensal foi positiva de 0,34% com o preço médio atual de R$ 6,952 e R$ 6,929 na pesquisa anterior e isso equivale a R$ 0,023 centavos de real por litro de gasolina de diferença entre a pesquisa atual e a anterior.

Sendo assim, o consumidor tem a oportunidade de pesquisar preços na hora de abastecer seu veículo observando diferenças mínimas entre os preços praticados pelos postos de combustíveis.

Os dados da pesquisa realizada pelos pesquisadores do Procon Natal, a planilha com variações entre o maior e menor preço, como também com os menores e maiores preços encontrados pelos pesquisadores, por região está disponibilizada no endereço eletrônico www.natal.rn.gov.br/procon/pesquisa.

Sempre prevalecendo o direito do consumidor de pesquisar o lugar mais barato para adquirir o produto e em caso de abuso econômico sugere-se denunciar aos órgãos competentes em defesa do consumidor, ou seja, o consumidor deve exercer o poder de pesquisa e adquirir produtos com preços mais baixos.

Deu no Portal da PMN

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista