Água 06/02/2022 11:00

Governo Federal investe R$ 39 milhões em segurança hídrica no Rio Grande do Norte

Aporte será destinado à implantação de sistema de abastecimento de água de Nísia Floresta e para a instalação de 53 dessalinizadores em 42 municípios do estado

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), garantiu mais R$ 39 milhões em investimentos para garantir a segurança hídrica do Rio Grande do Norte.

O recurso será direcionado à implantação de sistema de abastecimento de água em comunidades de Nísia Floresta e para a instalação de 53 dessalinizadores em 42 municípios potiguares.
“A garantia da água é fundamental para permitir que as populações possam ter melhores oportunidades e mais qualidade de vida. E é esse é um compromisso do Governo do presidente Jair Bolsonaro e do MDR”, afirmou o ministro Rogério Marinho.

Em Nísia Floresta, o MDR vai aportar R$ 6 milhões para que as comunidades Camurupim e Barreta sejam atendidas pelo sistema de abastecimento de água do município. A partir de agora, a Prefeitura local será responsável pela elaboração do projeto e implantação da obra. O alcance do empreendimento e a população que será beneficiada serão definidas pelo estudo.

“Estamos aqui na entrega de um projeto de uma importante obra, que vai saciar a sede de milhares de moradores nísia-florestenses das comunidades de Camurupim e Barreta, que, apesar de serem comunidades que moram próximo à beira-mar, sofrem com a falta de água potável em suas casas. Esta já é a maior obra de infraestrutura que o município de Nísia Floresta já recebeu em sua história”, reforçou o prefeito de Nísia Floresta, Daniel Marinho.

No mesmo ato, também foram entregues projetos de obras hídricas que vão beneficiar 13 municípios do Rio Grande do Norte. Estão incluídas nessa lista sistemas de abastecimento de água, açude e adutoras. Os convênios foram assinados em dezembro de 2021 e preveem investimentos de R$ 18 milhões.

Essas intervenções vão beneficiar as cidades de Água Nova, Brejinho, Caraúbas, Carnaúba dos Dantas, Carnaubais, Cerro Corá, Ielmo Marinho, Itajá, Macaíba, Marcelino Vieira, São Tomé, Timbaúba dos Batistas e Venha Ver. Saiba mais aqui e aqui.

Além disso, o ministro Rogério Marinho assinou ordens de serviço para o início dos trabalhos de elaboração de estudos e projetos básicos para a construção de duas barragens pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Para a Barragem São Vicente, em Fernando Pedroza, serão destinados R$ 658 mil. A projeção é que a estrutura beneficie 3 mil pessoas. Outro aporte, de R$ 516,2 mil, será feito para a construção da Barragem Grandes Sombras, em São José do Campestre, projeto que beneficiará 12 mil pessoas.

“A segurança hídrica é prioridade para esse governo, é prioridade para esse Ministério. Hoje, 14 municípios estão sendo beneficiados com barragens, com adutoras, que vão levar a água para as pessoas que mais precisam”, reforçou o secretário nacional de Segurança Hídrica do MDR, Sérgio Costa.

Dessalinizadores

Já em São Paulo do Potengi, o MDR assinou um Acordo de Cooperação Técnica com 42 municípios potiguares para a implantação de 53 sistemas de dessalinização. Por meio do Programa Água Doce (PAD), será permitido o aproveitamento de poços abandonados por possuírem águas salobras e salinas, ou seja, impróprias para consumo. Nos projetos, serão incorporados cuidados técnicos, ambientais e sociais na gestão e implantação dos sistemas.

“Oferecer água de qualidade para consumo humano é fundamental para a saúde e a qualidade de vida das famílias do Rio Grande do Norte, que tradicionalmente sofre com a falta de chuvas”, destacou o ministro Rogério Marinho. “Garantir segurança hídrica é uma das prioridades desta gestão e estamos empenhados em cumprir essa tarefa”, completou.

Em dezembro de 2021, o MDR já havia celebrado acordo com 11 municípios do estado para implantação de dessalinizadores. Serão então, no total, 64 sistemas em 53 cidades. O investimento federal é de R$ 13,9 milhões.

O Programa Água Doce é uma política permanente de acesso ao abastecimento de água para o consumo humano do Governo Federal, por meio do aproveitamento sustentável de águas subterrâneas. Para isso, são implantados sistemas de dessalinização — 70% dos poços da região do semiárido tem altos índices de salinidade.

Além disso, moradores das comunidades rurais são capacitados e ficam responsáveis pela gestão das unidades. O objetivo é fornecer água de qualidade para cerca de 1,2 mil comunidades rurais espalhadas em toda a região.

Confira a lista dos municípios atendidos pelos dessalinizadores:

1. Brejinho — 1 dessalinizador (atendido em dezembro de 2021)
2. João Câmara — 2 dessalinizadores (1 em dezembro de 2021)
3. Lajes — 2 dessalinizadores (1 em dezembro de 2021)
4. Lajes Pintadas — 1 dessalinizador (atendido em dezembro de 2021)
5. Mossoró — 1 dessalinizador (atendido em dezembro de 2021)
6. Pau dos Ferros — 1 dessalinizador (atendido em dezembro de 2021)
7. Senador Elói de Souza — 1 dessalinizador (atendido em dezembro de 2021)
8. Santa Cruz — 2 dessalinizadores (1 em dezembro de 2021)
9. São Miguel do Gostoso — 1 dessalinizador (atendido em dezembro de 2021)
10. São Paulo do Potengi — 1 dessalinizador (atendido em dezembro de 2021)
11. Pedra Grande — 1 dessalinizador (atendido em dezembro de 2021)
12. Afonso Bezerra — 1 dessalinizador
13. Almino Afonso — 1 dessalinizador
14. Angicos — 2 dessalinizadores
15. Areia Branca — 2 dessalinizadores
16. Barcelona — 1 dessalinizador
17. Caiçara do Rio do Vento — 1 dessalinizador
18. Caraúbas — 1 dessalinizador
19. Carnaubais — 1 dessalinizador
20. Cerro Corá — 1 dessalinizador
21. Coronel Ezequiel — 1 dessalinizador
22. Florânia — 1 dessalinizador
23. Galinhos — 1 dessalinizador
24. Governador Dix-sept Rosado — 1 dessalinizador
25. Grossos — 1 dessalinizador
26. Ielmo Marinho — 1 dessalinizador
27. Itaú — 1 dessalinizador
28. Jaçanã — 1 dessalinizador
29. Jandaíra — 1 dessalinizador
30. Jardim de Angicos — 1 dessalinizador
31. Lagoa Nova — 1 dessalinizador
32. Lagoa de velhos — 1 dessalinizador
33. Lucrécia — 2 dessalinizadores
34. Luís Gomes — 1 dessalinizador
35. Macau — 1 dessalinizador
36. Messias Targino — 2 dessalinizadores
37. Nova Cruz — 1 dessalinizador
38. Olho-D’Água do Borges — 2 dessalinizadores
39. Paraú — 1 dessalinizador
40. Pedra Preta — 1 dessalinizador
41. Pedro Avelino — 1 dessalinizador
42. Pilões — 1 dessalinizador
43. Poço Branco — 1 dessalinizador
44. Pureza — 1 dessalinizador
45. Rafael Godeiro — 2 dessalinizadores
46. Riacho de Santana — 1 dessalinizador
47. Riachuelo — 1 dessalinizador
48. São Bento do Trairí — 1 dessalinizador
49. Serrinha — 1 dessalinizador
50. Triunfo Potiguar — 1 dessalinizador
51. Touros — 1 dessalinizador
52. Bom Jesus — 1 dessalinizador
53. Umarizal — 1 dessalinizador

Fonte: Assessoria

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista