Curiosidades 23/01/2022 10:00

Passagem de superiate sob pontes da Holanda impressiona pela precisão da operação

Em uma série de imagens incríveis, a embarcação é vista sendo cuidadosamente transportada do estaleiro de Heesen

Não é comum ver um superiate de 80 metros se espremendo debaixo de uma ponte com apenas alguns centímetros de folga.

Portanto, não é de admirar que a visão desta gigantesca embarcação de Heesen percorrendo os estreitos canais da Holanda atraiu uma grande multidão.

A viagem inaugural da Galactica, anteriormente conhecida como Projeto Cosmos, ocorreu no início deste mês, com dolorosa precisão, e um fotógrafo estava à disposição para registrar a viagem.

Em uma série de imagens incríveis, o superiate é visto sendo cuidadosamente transportado do estaleiro de Heesen, na cidade de Oss, no sul da Holanda, para o porto de Harlingen, no Mar do Norte, onde passará por testes e equipamentos no mar.

Durante a operação, que durou cerca de quatro a cinco dias, a embarcação foi puxada e empurrada por rebocadores experientes por meio de eclusas estreitas e sob pelo menos seis pontes.

O tempo é extremamente importante. Heesen teve que esperar por um “dia calmo sem vento” antes de tentar passar a embarcação por uma eclusa apertada em Macharen, com apenas 15 centímetros de folga de cada lado.

Procedimento padrão

Em outro estágio, os níveis de água estavam muito altos para permitir que a Galactica passasse por baixo de uma ponte ao longo do rio Maas, o que levou a uma pequena pausa enquanto a tripulação esperava que os níveis caíssem o suficiente para se espremer por baixo.

“Este é o procedimento padrão com iates de luxo desse tamanho ao lidar com cruzeiros dentro de territórios”, diz um porta-voz de Heesen. “Esperar a maré baixar é parte da estratégia.”

Uma operação tão complicada e crucial requer pelo menos três a quatro meses de preparação com várias licenças e certificados necessários com antecedência, de acordo com a equipe de Heesen.

Felizmente, o estaleiro tem mais de 40 anos de experiência para se apoiar quando se trata de manobrar seus navios de Oss para o Mar do Norte.

De fato, a localização do estaleiro ajudou a moldar muitos de seus iates inovadores, pois os projetistas devem estar cientes de que cada embarcação construída aqui precisará ser transportada da mesma maneira.

“Construir superiates grandes e complexos é emocionante, tanto do ponto de vista da engenharia quanto da construção”, disse Arthur Brouwer, CEO da Heesen, em comunicado.

“Somos incrivelmente privilegiados por ter os melhores arquitetos, engenheiros e artesãos navais do país para construir nossos iates”.

A Galactica, equipada com um clube de praia, bem como um heliponto que se transforma em cinema, chegou a Harlingen com segurança em 12 de janeiro e deve começar os testes no mar em breve.

Embarcação de alumínio

Descrito como o iate de alumínio mais longo e mais rápido do mundo, ele deve ser entregue em abril, mesmo mês em que a Heesen está programada para entregar o Projeto Aura de 50 metros.

“Nenhum Heesen foi tão celebrado ao deixar nosso estaleiro”, diz uma mensagem postada na página oficial no Facebook.

“Ficamos tocados pelo número de pessoas que se reuniram nas margens do rio, nas pontes aplaudindo quando ela passou e pela multidão que se reuniu para recebê-la em Harlingen”.

Heesen não é o único estaleiro holandês que transporta seus iates pelos estreitos canais e rios da Holanda.

Em abril passado, o Projeto 817 da Feadship foi capturado em câmera enquanto era movido das instalações do interior da ilha de Kaag do estaleiro para o Mar do Norte em Roterdã.

“As pessoas estavam realmente fazendo perguntas como ‘por que alguém passaria com seu barco por aqui?’”, disse o fotógrafo Tom van Oossanen, que acompanhou o Projeto 817 nos dois primeiros dias do transporte, à CNN Travel na época.

Deu em CNN

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista