Pesquisa 22/11/2021 18:00

Datavero é o novo Instituto de Pesquisa de Opinião Pública do RN

Por essa e outras razões, além de sentir o vácuo deixado no mercado pela empresa Certus, com a aposentadoria do professor Mardone França, Túlio Lemos se associou ao também experiente jornalista Bosco Afonso e foi criado o Instituto de Pesquisa DataVero.

O Instituto de Pesquisa DataVero é a mais nova empresa especializada na realização de pesquisas de opinião pública no RN.

Experiente na área de política, com análise de inúmeras pesquisas no currículo, o jornalista Tulio Lemos sempre fez severas críticas a algumas pesquisas eleitorais que chegaram ao seu conhecimento, principalmente quando estas, claramente, beneficiavam os seus contratantes, mesmo que os números conflitassem com a realidade.

Por essa e outras razões, além de sentir o vácuo deixado no mercado pela empresa Certus, com a aposentadoria do professor Mardone França, Túlio Lemos se associou ao também experiente jornalista Bosco Afonso e foi criado o Instituto de Pesquisa DataVero.

Traduzido para o português, DataVero significa Dados Verdadeiros e o Instituto irá atuar com os melhores profissionais do mercado, “quase todos que já trabalharam com o professor Mardone, o que dá segurança e tranquilidade de que a elaboração de questionários, a prospecção de pesquisadores, o trabalho de campo, a tabulação e o relatório final estatístico serão feitos com a maior lisura, seriedade e total confidencialidade”, disse o jornalista Tulio Lemos.

Sobre a atuação do novo Instituto de pesquisa no mercado, o jornalista Bosco Afonso afirmou: “Utilizaremos as mais modernas ferramentas tecnológicas para a execução de pesquisas Quantitativas e Qualitativas, seja no campo político-administrativo ou junto à iniciativa privada, pois estaremos sempre respaldados por profissionais competentes que estarão na retaguarda, sem permitir qualquer contaminação no resultado obtido”.

O Instituto DataVero acompanha a evolução tecnológica para buscar, cientificamente, o resultado mais próximo possível da realidade.

Segundo o especialista em Tecnologia da Informação, Samuel Lemos, “O Instituto DataVero utilizará a geolocalização como diferencial na obtenção das informações no trabalho de campo, o que vai possibilitar o acompanhamento do ponto exato da coleta de cada questionário.

A tecnologia também vai permitir ao cliente analisar as respostas e os cruzamentos de dados dos questionários respondidos de forma ‘on-line’, de maneira segura na preservação dos dados”.

Com seriedade e profissionalismo, associado ao uso da tecnologia, o Instituto DataVero já está pronto para atuar no mercado de pesquisas de opinião pública do RN.

Fonte e foto: Assessoria

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista