Empresas 15/10/2021 08:00

Assaí compra Extra do Pão de Açúcar por R$ 5,2 bilhões

O Assaí (ASAI3) comprou a operação das unidades do Extra do Pão de Açúcar (PCAR3) por R$ 5,2 bilhões, informa documento enviado ao mercado nesta quinta-feira (14).

Assaí (ASAI3) comprou a operação das unidades do Extra do Pão de Açúcar (PCAR3) por R$ 5,2 bilhões, informa documento enviado ao mercado nesta quinta-feira (14).

Segundo o comunicado, o valor da transação será pago em duas formas, a primeira é com o parcelamento de R$ 4 bilhões entre dezembro de 2021 e janeiro de 2024.

O pagamento de R$ 1,2 bilhão restante ocorrerá em uma transação entre um fundo imobiliário e o Pão de Açúcar. Caso o pagamento não seja feito, o Assaí será o responsável para cumpri-lo.

O Pão de Açúcar não deu detalhes sobre o fundo, mas afirmou que o fundo vai alugar 17 imóveis que antes eram da empresa ao Assaí por 20 anos renováveis por igual período.

Há tempos o Pão de Açúcar tem buscado melhorar os resultados da bandeira de hipermercados Extra, que tem enfrentado forte concorrência de empresas de atacarejo que incluem, além do Assaí, o Atacadão, do grupo Carrefour Brasil.

Enquanto isso, o Assaí tem tocado uma agressiva campanha de expansão de lojas, ingressando em novos Estados do país em um momento em que a renda da população segue pressionada por desemprego e alta da inflação.

Em julho, o presidente do Pão de Açúcar, Jorge Faiçal, afirmou em teleconferência com analistas que a empresa manteria a estratégia que vinha implementado nos últimos meses, de redução dos preços dos produtos do Extra Hiper.

O executivo, porém, afirmou que o objetivo não era transformar a bandeira em atacarejo, formato que vinha impulsionando o grupo até a cisão do Assaí mais cedo neste ano.

“A transação foi concebida sob um racional claro do ponto de vista de negócios e financeiro, para as duas companhias, com potencial de significativa criação de valor para os seus respectivos acionistas”, afirmou o GPA no fato relevante.

Com o negócio, o Pão de Açúcar, reforça ainda mais o foco em segmentos “premium” e de proximidade “notadamente com as bandeiras Pão de Açúcar, Minuto e Mercado Extra, além de reforçar a posição de liderança do GPA no varejo e e-commerce alimentar no país”, disse Faiçal, no fato relevante.

O executivo acrescentou que a “bandeira Extra Hiper será descontinuada” e as lojas do formato que não foram envolvidas na operação serão convertidas para outras bandeiras “com maior potencial de rentabilidade”.

Segundo o Pão de Açúcar, como ambas as companhias são controladas pelo Casino, a transação foi aprovada “exclusivamente com os votos dos conselheiros independentes de Pão de Açúcar e Assaí”.

Deu em Money Times

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista