Economia 02/06/2021 16:05

Itaú pode aumentar previsão de crescimento para acima de 5%, diz executivo

Declaração de Milton Maluhy. PIB do 1º trimestre surpreendeu. Tudo dependerá de vacinação, diz

O CEO do Itaú UnibancoMilton Maluhy Filho, disse nesta 4ª feira (2.jun.2021) que o banco pode aumentar a projeção de crescimento da economia brasileira em 2021.

Atualmente, a perspectiva de alta do PIB (Produto Interno Bruto) deste ano está em 5%, acima do mercado financeiro.

O comentário foi feito durante entrevista com jornalistas, por videoconferência. Ele foi questionando sobre uma eventual 3ª onda de covid-19 e a crise hídrica, que podem impactar o crescimento da economia.

De acordo com o executivo, a perspectiva é positiva para o futuro. “O indicador [PIB] do 1º trimestre veio muito forte, e a gente já está revendo as nossas projeções que rodam na casa de 5%. Eventualmente, pode ser até um pouco maior do que isso”, afirmou. “A gente ainda não vê um impacto relevante no PIB em função desses efeitos“, completou o CEO.

O Itaú previa alta de 0,6% no PIB do 1º trimestre de 2021 contra o anterior.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o crescimento foi de 1,2% no período. O resultado animou o executivo do banco, que tinha projeções acima da mediana do mercado.

Segundo o Boletim Focus, os operadores estimam crescimento de 3,96% do PIB neste ano, abaixo dos 5% projetados pelo Itaú.

Para 2022, Milton Maluhy avalia que haverá uma desaceleração “muito forte“, com crescimento perto de 2%. As razões, segundo ele, são os menores gastos públicos para incentivar a retomada econômica, diferentemente de 2020 e 2021. Os preços de commodities tendem a normalizar no próximo ano, defendeu. Além disso, o crescimento mundial deve ser menor no próximo ano.

“Estamos super vigilantes com relação à pandemia. A vacinação segue avançando, e os resultados ainda são sub-óticos em relação ao todo. A gente avalia resultado, não qualifica a gestão. Temos dito que a melhor política econômica, social e sanitária é a vacinação. Tem que ser nosso foco, ampliando os grupos. Quanto mais protegida estiver a população, maiores são efeitos percebidos”, disse Milton.

O CEO do Itaú afirmou ainda que haverá uma volta da normalidade e haverá uma onda de consumo reprimido que irá voltar. Segundo ele, há uma poupança maior no país para conter os impactos da economia, o que permitirá a ampliação das vendas com a volta dos mercado.

Deu em Poder360

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista