Governo Federal 01/06/2021 08:48

MDR apresenta a franceses oportunidades de investimentos em desenvolvimento regional

Ministro Rogério Marinho participou nesta segunda-feira (31) de evento on-line com representantes do Ministério da Economia, Finanças e Recuperação Econômica do país europeu

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, participou, nesta segunda-feira (31), de um evento on-line com representantes do Ministério da Economia, Finanças e Recuperação Econômica da França.
O objetivo foi apresentar oportunidades de investimento privado nos setores de saneamento e segurança hídrica do Brasil.

“Hoje, depois das mudanças que fez nos últimos anos, de modernização de marcos regulatórios, o Brasil tem um grande desafio pela frente, que é a universalização do tratamento de água e esgotos”, destacou Marinho.

“Precisamos garantir tratamento da água para mais de 35 milhões de brasileiros e de esgotos para quase 100 milhões. O tamanho desse desafio se dá pela dimensão de um território praticamente continental”, completou.

Marinho também ressaltou a importância dos investimentos privados, tanto nacional quanto estrangeiro, para que essa meta possa ser alcançada.

“Nós temos, hoje, a necessidade de atrair investidores internacionais e locais para enfrentar esse desafio. A França é um parceiro essencial nesse processo porque tem expertise, tecnologia, experiência e está instalada aqui no Brasil há muitos anos”, apontou.
“O setor de saneamento é extremamente forte na França e as empresas francesas são muito bem-vindas em nosso País. Temos todo o interesse que elas participem dessas oportunidades que estão sendo gestadas no nosso país”, afirmou o ministro.

Com o Novo Marco Legal do Saneamento, sancionado em julho de 2020, o Governo Federal tem a meta de alcançar a universalização dos serviços até 2033, garantindo que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90%, ao tratamento e à coleta de esgoto.

Diante desse cenário, Marinho recordou o sucesso dos últimos quatro leilões de concessão de serviços de saneamento básico realizados no Brasil, os quais atraíram R$ 70 bilhões de investimento, com a maior parte feito por empresas de fora do país.

O primeiro deles foi o de 13 cidades que integram a Região Metropolitana de Maceió (AL). Serão investidos até R$ 2,6 bilhões, em 35 anos, na melhoria da distribuição de água tratada e na coleta de esgoto dessas localidades, beneficiando cerca de 1,4 milhão de pessoas.

Também foram realizados leilões pelos serviços de esgotamento sanitário de Cariacica (ES) e de alguns bairros de Viana, no Espírito Santo, e de 68 cidades de Mato Grosso do Sul.

O último realizado foi o da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), que vai receber, em 35 anos, cerca de R$ 29,7 bilhões em investimentos para melhoria dos serviços públicos de fornecimento de água e esgotamento sanitário e dos serviços complementares em 35 municípios do estado do Rio de Janeiro.

Segurança hídrica

Marinho encerrou a participação no evento on-line destacando a importância de projetos de infraestrutura hídrica e de revitalização de bacias hidrográficas como catalisadores do desenvolvimento regional. Citou como exemplo o Projeto de Integração do Rio São Francisco e o Programa Águas Brasileiras, ambos coordenados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Relação com a França

No início de maio, Marinho já havia recebido a embaixadora da França no Brasil, Brigitte Collet, para discutir sobre oportunidades de investimento para empresas francesas em setores sob a alçada do MDR.

Na ocasião, o ministro detalhou os esforços que o MDR vem empreendendo para estruturar projetos de concessões e parcerias público-privadas (PPPs) nas áreas de saneamento básico, mobilidade e desenvolvimento regional e urbano.

Fonte: Assessoria
Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista