Bancos 30/03/2021 10:12

Pesquisa – Nordeste – Brasileiro vê economia do País e a própria melhorarem só em 2022

Na região Nordeste, 72% acham que o desemprego vai crescer, acima da média da pesquisa nacional (70%). Outros 79% preveem o aumento da inflação e do custo de vida (80% é a média nacional)

Na região Nordeste, 72% acham que o desemprego vai crescer, acima da média da pesquisa nacional (70%). Outros 79% preveem o aumento da inflação e do custo de vida (80% é a média nacional)

Mais da metade dos brasileiros que vivem na região Nordeste, acredita que as finanças da família só deverão melhorar a partir do ano que vem. Os que acreditam que essa recuperação acontece ainda em 2020 somam menos de um quarto da população.

As conclusões são da nova pesquisa Radar Febraban, que a entidade e o IPESPE lançam este mês, com um levantamento inédito, realizado entre 3 mil pessoas maiores de 18 anos em todo o país, na primeira semana de março deste ano.

“Durante a pandemia, o papel do setor financeiro transcendeu, em muito, nossas atividades. Além de 3,5 trilhões de reais que foram concedidos para o crédito, participamos de movimentos solidários que permitiram a milhões de pessoas enfrentarem melhor este momento. Estamos falando mais com a sociedade porque para melhor atendê-la é preciso ouvi-la cada vez mais”, diz João Borges, diretor de Comunicação da FEBRABAN.

Segundo o RADAR FEBRABAN, 59% dos entrevistados na região NORDESTE acreditam que a situação das finanças da família só deve melhorar no próximo ano.

No Brasil como um todo esse índice é de 54%, demonstrando um pessimismo maior na região.

Os que acreditam na recuperação das finanças familiares ainda este ano na região NORDESTE perfazem 23%, a mesma média nacional.

Ainda na região, 74% pensam que o Brasil não terá recuperação econômica em 2020. Em relação aos dados nacionais, esse índice atinge 75%.

Sobre a FEBRABAN
A FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos – é a principal entidade representativa do setor bancário brasileiro. Fundada em 1967, na cidade de São Paulo, é uma associação sem fins lucrativos que tem o compromisso de fortalecer o sistema financeiro e suas relações com a sociedade e contribuir para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do País.
O quadro associativo da entidade conta com 117 instituições financeiras associadas, as quais representam 98,8% dos ativos totais e 96,6% do patrimônio líquido das instituições bancárias brasileiras.

Sobre o Ipespe
O Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), fundado em 1986, é uma das instituições mais respeitadas do Brasil no setor de pesquisas de mercado e opinião pública. E conta com um conselho científico formado por especialistas de diversas áreas, o qual é presidido por Antonio Lavareda, mestre em sociologia e doutor em ciência política.

Tem equipes operacionais e consultores em todos os estados do País e atuação em âmbito nacional e internacional, sempre atualizado com o que há de mais inovador em técnicas e sistemas de pesquisas. A experiência, o rigor técnico e a agilidade do Ipespe têm se transformado em ferramentas fundamentais para que empresas privadas, governos e organizações possam conhecer melhor o seu público e o mercado.

Fonte: Assessoria

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista