Brasil 13/01/2021 18:13

Primeira pessoa no Brasil será vacinada no dia 19 de janeiro, anuncia Ministério da Saúde

Campanha começaria em 20.jan. Ministro diz que é neste mês. Depende de aprovação da Anvisa Agência analisa pedidos no domingo. Manaus terá prioridade na campanha

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta 4ª feira (13.jan.2021) que o “dia ‘D’ e a hora ‘H’“, isto é, o início da campanha de vacinação contra a covid-19 no Brasil, será ainda em janeiro.

Uma data possível, segundo o ministro, é a próxima 4ª feira (20.jan.2021).

Poder360 apurou com fontes no Planalto que está prevista uma cerimônia a ser realizada na 3ª feira (19.jan.2020) para marcar o início da vacinação.

O plano é vacinar alguém nesse evento, mas ainda não foi definido quem seria essa pessoa. O próprio evento não está confirmado oficialmente.

Pazuello fez um pronunciamento na manhã desta 4ª (13.jan) para apresentar o resultado das ações da pasta em Manaus (AM), cidade que enfrenta nova crescente de casos de covid-19. O ministro reafirmou que a imunização começará ao mesmo tempo em todos os Estados e Distrito Federal, mas disse que haverá maior atenção ao Amazonas.

Não explicou a contradição de colocar o Estado em 1º e ao mesmo tempo garantir que todos terão tratamento igual/.

O ministro declarou que 6 milhões de doses da vacina do Butantan/Sinovac foram compradas e aguardam aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para serem distribuídas.

O imunizante, segundo o governo paulista, tem 50,38% de eficácia global (isto é, eleva em 50,38% as chances de a pessoa vacinada não contrair a doença) e reduz em 78% o risco de desenvolver casos leves.

O governo também aguarda a aprovação da Anvisa à vacina produzida pela Fiocruz, desenvolvida pela AstraZeneca com a Universidade de Oxford. Essa vacina tem taxa de eficácia superior a 90%, segundo os desenvolvedores.

“Assim que a Anvisa aprovar as duas vacinas, em 3 ou 4 dias iniciaremos a imunização em todos os Estados”, afirmou Pazuello.

Técnicos da agência se reunirão no domingo (10.jan) para decidir sobre os pedidos de uso emergencial das duas vacinas.

O ministro  da Saúde disse nesta 4ª feira (13.jan) que o Amazonas terá prioridade, mesmo que a vacinação tenha início simultâneo em todos os Estados. “A vacinação inicia ainda em janeiro. Será simultânea em todos os Estados [e Distrito Federal], mas Manaus tem prioridade”.

O ministro informou que 150 novos leitos chegarão ao Amazonas até o fim desta semana. Também serão contratados até o fim deste mês 180 agentes para atuar no atendimento aos infectados pelo coronavírus.

A capital amazonense receberá também nos próximos dias galões de oxigênio enviados de Belém (PA). O transporte será feito com aviões da FAB (Força Aérea Brasileira).

Deu em Poder360

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista