Política 22/06/2020 14:56

OMS diz que a politização agravou a pandemia do Covid-19

A falta de liderança global e de unidade para combater o novo coronavírus é uma ameaça maior que o próprio surto, disse o chefe da Organização Mundial da Saúde nesta segunda-feira, acrescentando que a politização da pandemia a agravou.

A falta de liderança global e de unidade para combater o novo coronavírus é uma ameaça maior que o próprio surto, disse o chefe da Organização Mundial da Saúde nesta segunda-feira, acrescentando que a politização da pandemia a agravou.

Ele não deu mais detalhes, mas a OMS foi criticada por alguns países-membros, especialmente os Estados Unidos, que afirmam que o combate à doença foi muito fraco, muito lento e muito “centrado na China“.

O governo Trump anunciou o rompimento com a organização, da qual os EUA eram o principal financiador.

Outros membros pediram uma revisão da pandemia, com a Austrália exortando a OMS a ter mais poderes, permitindo que ela responda mais rapidamente a uma crise de saúde.

— O mundo precisa desesperadamente de unidade nacional e solidariedade global. A politização da pandemia a exacerbou — disse o chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em um fórum virtual de saúde organizado pela Cúpula do Governo Mundial, um evento organizado por Dubai. — A maior ameaça que enfrentamos agora não é o próprio vírus, é a falta de solidariedade global e liderança global.

Deu em O Globo

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista