Brasil 11/06/2020 06:23

Sub da Saúde do Pará tinha R$ 750 mil guardados em casa, diz PF

O secretário adjunto da gestão administrativa da Saúde do Pará foi exonerado nesta quarta-feira após a deflagração da operação da Polícia Federal que buscou apurar suspeitas de fraudes na compra de respiradores pulmonares pelo estado para o combate ao novo coronavírus. 

O secretário adjunto da gestão administrativa da Saúde do Pará foi exonerado nesta quarta-feira após a deflagração da operação da Polícia Federal que buscou apurar suspeitas de fraudes na compra de respiradores pulmonares pelo estado para o combate ao novo coronavírus.

Foram apreendidos R$750 mil que, segundo informações do G1, estariam na casa do agora ex-secretário Peter Cassol, um dos alvos dos mandados de busca e apreensão.

O dinheiro apreendido estaria embalado em páginas de jornais escondidos dentro de uma caixa térmica.

O mandado foi expedido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) com base em pedido da Procuradoria Geral da República (PGR). o governador do estado, Helder Barbalho (MDB) e o presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Alberto Beltrame, também foram alvos de mandados de busca.

A defesa dos citados não respondeu aos contatos do site até a publicação desta reportagem.

Deu em O Globo

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista