Economia 13/01/2020 08:43

Pessimismo com o país também é culpa dos jornalistas, diz FGV

Depois de Bolsonaro anunciar que jornalista é uma raça em extinção, agora vem um estudo da Fundação Getúlio Vargas e culpa a imprensa pela ampliação do pessimismo no Brasil.

Depois de Bolsonaro anunciar que jornalista é uma raça em extinção, agora vem um estudo da Fundação Getúlio Vargas e culpa a imprensa pela ampliação do pessimismo no Brasil.

O Índice de Incerteza da Economia (IIE), estudo patrocinado pela FGV soma  matérias em sites de jornais e impressos, além de previsões de analistas econômicos da pesquisa Focus.

Ele foi lançado em 2016.

Em 2019, o índice teve leve alta de 0,6, mas foi o pessimismo de jornalistas que derrubou o resultado.

Enquanto analistas projetam resultados positivos, reduzindo em 1,8 ponto o “componente Expectativa”, jornais foram na direção oposta: 8,8 pontos a mais de incerteza do “componente Mídia”.

A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Em médias móveis semestrais, a incerteza recuou no fim de 2019 pela terceira vez consecutiva, em 1,1 ponto, para 111,4 pontos.

Em dezembro, o IIE registrou alta de 7,3 pontos e voltou a ultrapassar os 110 pontos, chegando a 112,4, segundo a FGV.

O aumento do IIE em dezembro se deve principalmente à parte que mede as notícias sobre a incerteza na imprensa, que tem peso maior.
Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista