25/11/2019 08:52

Como fugir das fraudes na promoção do Black Friday

Imagine pagar por um produto e a empresa não cumprir com o prometido. Essa foi a situação vivenciada pela analista de marketing Alana Baeta Vasconcelos Neves, 26.

Imagine pagar por um produto e a empresa não cumprir com o prometido. Essa foi a situação vivenciada pela analista de marketing Alana Baeta Vasconcelos Neves, 26.

Na última Black Friday, ela comprou um notebook que estava na promoção, pois a oferta indicava que um brinde acompanhava o produto. “O que me chamou mais a atenção foi que, apesar do valor do desconto ser pequeno, eles davam uma mochila”, lembra.

Após a compra, no entanto, o brinde nunca chegou. “Eu fiz a reclamação na loja em que comprei, e eles disseram que não poderiam me ajudar. Fiquei dois, três meses buscando uma solução, mas nunca foi resolvido”, lamenta.

“Foi frustrante. No final, eu tive que aceitar”, completa.

Em casos como o de Alana, é importante que o consumidor realize uma denúncia no Procon para eventual penalidade da loja e para que outros consumidores tomem ciência da prática fraudulenta.

“No caso de propaganda enganosa, é possível ajuizar ação exigindo que o produto lhe seja proporcionado na forma como foi oferecido, bem como pedir a reparação por danos morais”, defende a advogada Ana Victória de Moraes Silva.

Deu no Correio Braziliense

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista