20/11/2019 11:00

Estados gastaram R$ 5,4 bi para manter estatais de saneamento em 2018

Enquanto o Congresso discute 1 novo marco regulatório para o setor de saneamento, as companhias estaduais demandam aportes bilionários aos cofres públicos.

Enquanto o Congresso discute 1 novo marco regulatório para o setor de saneamento, as companhias estaduais demandam aportes bilionários aos cofres públicos.

Segundo dados recolhidos pelo Tesouro Nacional e tabulados pelo Poder360, os Estados gastaram R$ 6,2 bilhões com essas empresas em 2018 e receberam de volta R$ 850 milhões em dividendos. Ou seja, desembolsaram R$ 5,4 bilhões para a manutenção das estatais.

O levantamento considera 17 empresas públicas. No total, 28 companhias estão sob controle dos Estados, mas 11 não enviaram dados detalhados ao Tesouro.

Apenas 4 Estados –Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul– receberam dividendos superiores aos aportes que fizeram no ano passado. Outros 13 tiveram gastos milionários com subvenções e reforço de capital. São Paulo, o campeão de despesas, reforçou em R$ 5 bilhões a Sabesp. Recebeu dividendos de R$ 360 milhões.

Apesar dos desembolsos dos Estados, os recursos são insuficientes para garantir a prestação dos serviços básicos para toda a população. Segundo o Instituto Trata Brasil, 35 milhões de brasileiros não têm acesso a água tratada e 100 milhões vivem sem coleta de esgoto.

Para o economista Claudio Frischtak, especialista em infraestrutura e presidente da consultoria Inter.B, os principais entraves são a ineficiência na gestão e as falhas na regulação –isso porque as agências reguladoras também estão sob o guarda-chuva dos Estados. Hoje, 94% das companhias estão sob controle público.

“Essas empresas estão capturadas, seja por sindicatos, governadores ou fornecedores. Têm péssima governança e, consequentemente, má gestão dos recursos. Não há necessidade de o governo colocar dinheiro. É necessário modernizar e abrir espaço para o setor privado”, avaliou.

Deu em Poder360

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista