08/10/2019 11:19

Lançamento de livro de Janot em SP tem mais jornalistas que clientes

O ex-procurador Geral da República Rodrigo Janot chegou com 20 minutos de atraso para o lançamento de seu livro Nada Menos Que Tudo.

O ex-procurador Geral da República Rodrigo Janot chegou com 20 minutos de atraso para o lançamento de seu livro Nada Menos Que Tudo.

Cercado por seguranças, desceu de uma caminhonete preta com vidros escuros, se recusou a responder perguntas dos jornalistas que aguardavam desde ante das 18 horas.

O livro de Janot promete revelações sobre grandes nomes da política brasileira. Mas poucas pessoas se dirigiram à livraria, que tinha mais jornalistas que clientes, apesar da expectativa de uma movimentação grande.

Nenhuma autoridade compareceu para a prestigiar aquele que um dia ficou famoso por ter criado a “Lista do Janot”, com mais de 100 políticos que, supostamente, receberam propinas de empreiteiras envolvidas na Lava-Jato.

“Hoje só falo do livro”, disse ao ser questionado na chegada sobre o porquê de ter afirmado ao Estadão, no último dia 26 de setembro, que esteve perto de matar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes num dia que, depois se confirmou, ele nem estava em Brasília.

Deu no Correio Braziliense

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista