Artigo 20/11/2017 09:17

Morre o fotógrafo Jaecy Emerenciano

O dia amanheceu mais triste com a notícia da morte do fotógrafo Jaecy Emerenciano. Foi quem melhor registrou a geografia física e humana de Natal na segunda metade do século XX.

O dia amanheceu mais triste com a notícia da morte do fotógrafo Jaecy Emerenciano.
Me perdoem o lugar comum.
Mas se houve alguém que viveu a vida com alegria e intensamente foi o memorialista de Natal pós-Segunda Guerra Mundial.
Foi quem melhor registrou a geografia física e humana de Natal na segunda metade do século XX.
Para sempre as lentes do grande fotógrafo deixarão registradas as imagens de Natal provinciana, bela e pacata.
Convivi com alguns dos filhos de Jaecy logo que cheguei para morar em Natal.
Jaime, Jair e Fred, principalmente.
Anos depois fui vizinho de Jaecy, durante alguns anos, em um condomínio em Barra de Tabatinga. Lá tivemos grandes noitadas, sempre com muitas histórias e muito uísque.
Jaecy, além de grande profissional, foi um cara que soube viver a vida intensamente.
Era surpreendente que ele, já próximo dos 80 anos, ainda andava de moto, gostava de voar, pilotar lanchas.
Enfim, viver intensamente.
Foi assim a vida, inclusive a pessoal.
Um abraço meu caro amigo.
Peço emprestada uma foto, acredito ser do filho Jaeci Jr., para ilustrar a simples homenagem a um grande profissional.
Descansar, finalmente.

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista