Sem categoria 22/09/2017 09:02

Protesto a favor do emprego reuniu 5 mil pessoas

Terminou por volta das 17 horas, cerca de duas horas após o começo, o protesto de trabalhadores da Guararapes que podem perder empregos com ação movida pelo Ministério Público do Trabalho. A manifestação foi pacífica o tempo todo e contou com mais de 5 mil pessoas, de acordo com a organização.

Deu no Portalnoar
Por Ayrton Freire e Júlio Rocha
Terminou por volta das 17 horas, cerca de duas horas após o começo, o protesto de trabalhadores da Guararapes que podem perder empregos com ação movida pelo Ministério Público do Trabalho.
A manifestação foi pacífica o tempo todo e contou com mais de 5 mil pessoas, de acordo com a organização.
A Polícia Militar acompanhou a manifestação de perto, mas não precisou intervir. O trânsito ficou complicado na Avenida Salgado Filho, próximo ao MPT, o que já era aguardado. Agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal orientaram os motoristas.
Quando o protesto acabou foi possível ver os trabalhadores recolhendo panfletos que caíram no chão para manter o espaço limpo. Eles vieram de várias cidades do estado e alguns se dirigiram de imediato aos ônibus que os trouxeram.
A próxima manifestação está marcada para o sábado, 23, em Parelhas, cidade com grande número de trabalhadores de facções têxteis que integram o programa Pró-Sertão, ameaçado após a ação do MPT.
O MPT quer que a empresa pague R$ 38 milhões de indenização para 62 facções têxteis que prestam serviço por meio do programa Pró-Sertão. A Guararapes acusa o órgão de perseguição e ameaça encerrar as atividades no estado.

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista