Sem categoria 22/09/2017 08:32

Defesa de Raniere Barbosa acha decisão absurda

Ontem, 21, o juiz José Armando Pontes Júnior, da 8a. Vara Criminal de Natal, determinou que se tome um apartamento do presidente da Câmara afastado Raniere Barbosa, do PDT. Ele é investigado por envolvimento no desvio de R$ 22 milhões na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, a Semsur.

Ontem, 21, o juiz José Armando Pontes Júnior, da 8a. Vara Criminal de Natal, determinou que se tome um apartamento do presidente da Câmara afastado Raniere Barbosa, do PDT.
Ele é investigado por envolvimento no desvio de R$ 22 milhões na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, a Semsur.
A defesa considera que essa decisão é absurda.
Segundo o advogado Kennedy Diógenes, a justiça “baseou-se na declaração do vendedor do apartamento que disse que recebeu grande parte do pagamento em dinheiro”.
Não há nenhuma prova, seja documental ou testemunhal, até agora no processo que demonstrasse o pagamento de propina por qualquer pessoa a Raniere envolvendo a SEMSUR, garante Diógenes.
Se tivesse alguma prova, o MP a teria incluído neste pedido, segundo o advogado.
“Ou seja, a dedução do MP é de que, caso alguém compre algum bem à vista e em dinheiro, este possui origem ilícita.
Isso sim, uma decisão sem provas, só baseada em suposições, possui qualquer outro propósito,  exceto fazer justiça. Iremos recorrer”, finalizou Kennedy Diógenes

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista