Sem categoria 31/08/2017 08:49

Para derrubar Temer, Janot esqueceu o que disse sobre Funaro

O ainda Procurador Geral da República, o serviçal Rodrigo Janot, não tem outra preocupação antes de deixar o cargo: cumprir o acordo que fez com a TV Globo, com Fachin, com o PT e com Joesley Batista e tentar derrubar o Presidente Michel Temer.

O ainda Procurador Geral da República, o serviçal Rodrigo Janot, não tem outra preocupação antes de deixar o cargo: cumprir o acordo que fez com a TV Globo, com Fachin, com o PT e com Joesley Batista e tentar derrubar o Presidente Michel Temer.
Para isso é capaz até mesmo de fazer acordo com bandidos notórios, da qualidade do meliante Lúcio Funaro.
Agora transformado por Janot num homem probo, Funaro era assim visto pelo falecido ministro Teori Zavascki, que mandou prender Lúcio Funaro, a pedido de… Rodrigo Janot.
Reinaldo Azevedo, bem a propósito, recuperou o que Janot disse em pedido formal de prisão.
“Como é praxe nesses casos, Zavascki repete os termos da petição do procurador. Sobre o mais novo herói com o qual fez acordo, escreveu Janot há pouco mais de um ano:
– “Cuida-se de verdadeira traição ao voto de confiança dado a ele pela Justiça brasileira”;

– [Funaro] é “uma pessoa que tem o crime como modus vivendi (meio de vida), que já foi beneficiado com a colaboração premiada no mensalão e, no entanto, prosseguiu delinquindo”;
– [Funaro é dado a ] “práticas reiteradas e habituais de crimes graves, sem qualquer freio inibitório, [que] colocam em risco, concretamente, a ordem pública”;
– “Ademais, a ousadia de Funaro é conhecida no meio em que circula e ficaram ainda mais evidentes no episódio (…) em que ameaçou de morte um idoso de mais de oitenta anos (Milton Schahin) em razão de disputa econômica. Ora, se Funaro é capaz de ameaçar de morte um ancião em razão de disputas comerciais, não há dúvidas de que não se rogará a prejudicar a investigação sobre os fatos que o incriminam”.
O procurador-geral lembrou ainda que Funaro ameaçou botar fogo na casa de um desafeto “com as crianças dentro”.
Pois é… O “operador” fechou o acordo de delação há alguns dias. O que quer que tenha dito a Janot sobre Michel Temer ou qualquer outro não passou por nenhuma apuração. Mas sabem como é… O homem ainda tem 18 dias para brincar com suas flechas de bambu…
Deu em Reinaldo Azevedo

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista