Sem categoria 07/07/2017 10:47

Brasil está "neurótico" com tantas investigações, diz Presidente do BNDES

Rabello de Castro disse que o Brasil está “neurótico” diante de tantas investigações e que é preciso destravar o crédito, mas sem perder de vista o rigor nos critérios de concessão. Ainda mais agora, com a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) de responsabilizar gestores por créditos concedidos.

Rabello de Castro disse que o Brasil está “neurótico” diante de tantas investigações e que é preciso destravar o crédito, mas sem perder de vista o rigor nos critérios de concessão.
Ainda mais agora, com a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) de responsabilizar gestores por créditos concedidos.
“É o novo calendário benedense, fazer seis anos em seis meses. O corpo técnico já introjetou o lema”, disse.
Ele tem viajado a Brasília e São Paulo periodicamente para encontrar parlamentares, governadores e empresários.
Reúne todos os pedidos em uma caderneta para posterior avaliação. A estratégia de ir ao encontro dos setores também faz parte da tentativa de desburocratizar o processo.
No início de junho, durante sua posse, Rabello ouviu do ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, diretrizes que têm sido tratadas como mandamentos dentro do banco. Entre elas estão manter o foco no cliente e não apagar a luz para o setor privado.
Deu em Veja

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista