Sem categoria 12/06/2017 10:07

Tiago Cortez acha tudo lógico

Na sexta, ao se defender, o PGJ lembrou que foi ele quem pediu a investigação, explorando que seria ilógico, portanto, ele mesmo vazar informações para o investigado. Para a defesa de Ricardo Motta é tudo lógico.

Na sexta, ao se defender, o PGJ lembrou que foi ele quem pediu a investigação, explorando que seria ilógico, portanto, ele mesmo vazar informações para o investigado.
Para a defesa de Ricardo Motta é tudo lógico.
“No momento em que tomamos ciência dos números que foram repassados ao deputado Ricardo Motta, vimos que se referiam a processos em sigilo e pedimos vistas sem saber nem do que se tratava”, explicou Thiago Cortez.
As medidas tomadas pela defesa, argumenta Cortez, levaram o PGJ poder alegar que houve vazamento que dificultou o andamento processual, reforçando ao TJRN seu argumento de que o deputado deveria ser afastado para evitar obstrução à Justiça.

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista