Sem categoria 14/03/2017 09:12

Planalto e Congresso discutem novo modelo de financiamento

Pressionados pelo avanço da Lava-Jato e às vésperas do envio da lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), integrantes da cúpula do Executivo e do Congresso aceleraram as discussões para aprovar mudanças no sistema de financiamento de campanha eleitoral.

Pressionados pelo avanço da Lava-Jato e às vésperas do envio da lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), integrantes da cúpula do Executivo e do Congresso aceleraram as discussões para aprovar mudanças no sistema de financiamento de campanha eleitoral.
O movimento é definido nos bastidores do Congresso como “legislação de salvação” para evitar o que parlamentares chamam de “criminalização generalizada da atividade política”.
Uma das propostas em discussão é a que prevê financiamento público com lista de candidatos indicados pelos partidos. Ela seria aprovada com mais rapidez e, com isso, passaria a valer já para 2018 – alterações nas regras eleitorais têm de ser feitas até 2 de outubro.
Para tratar do assunto, o presidente Michel Temer convocou uma reunião para esta quarta-feira (15/3), com líderes do Congresso. O tema também foi debatido em almoço no domingo, que reuniu parlamentares e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes.
Deu no Correio Braziliense
Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista