Sem categoria 13/02/2017 10:16

A tendência de 2017 é estabilizar

Por fatorrrh_6w8z3t

Para Bentes, da CNC, o varejo em 2016 bateu no fundo do poço e dificilmente neste ano vai repetir números tão negativos.
A tendência para 2017 é de estabilização dos números de lojas, empregados e faturamento, diz ele, ponderando que o primeiro semestre não será fácil.
“Saímos de um furacão para uma tempestade tropical”, compara.
Desaceleração da inflação e queda dos juros jogam a favor do consumo, aponta.
Eduardo Terra, presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, concorda com Bentes, mas ressalta que o desafio para o varejo voltar a crescer é a retomada do emprego.
De toda forma, apesar do resultado ruim dos últimos dois anos – distante de 2010, quando o varejo cresceu 11,3%, gerou mais de meio milhão de vagas e abriu 82 mil lojas -, Terra acredita que esse enxugamento será positivo no médio prazo.
As empresas que continuarem operando, porém com uma estrutura menor, voltarão a apresentar melhores resultados.
Deu em Veja

Ricardo Rosado de Holanda



Descrição Jornalista