Sem categoria 14/08/2014 09:26

O que eles disseram sobre a morte de Eduardo Campos

Por fatorrrh_6w8z3t

“A imagem que eu quero guardar dele foi da nossa despedida de ontem. Cheio de alegria, cheio de sonhos, cheio de compromissos. É com esse espítrito que peço a Deus que possa sustentar sua família, consolar sua família e também a todos nós.”
MARINA SILVA, candidata à vice-presidência (PSB) na chapa de Eduardo Campos
*
“Perdemos Eduardo Campos quando mais o Brasil precisava de seu patriotismo, seu desprendimento, seu destemor e sua competência.”
PSB, partido comandado por Campos desde 2005, em nota na qual diz cumprir o doloroso dever de comunicar a morte do ex-governador de Pernambuco
*
“A perda tão brusca faz com que seja difícil acreditar que é verdade. Eduardo é o meu primo mais velho, uma pessoa muito querida por mim, alegre, saudável e que amava viver. Apesar de discordarmos politicamente nos últimos tempos, mantínhamos o nosso relacionamento familiar preservado. Sempre deixei claro que qualquer divergência seria menor do que os laços que nos uniriam para sempre – tanto com ele quanto com qualquer familiar tão próximo. Isso porque, desde cedo, aprendemos a separar os assuntos políticos dos familiares. Era uma das pessoas mais inteligentes que conheci, um pai exemplar, bom marido e filho dedicado, que amava e protegia muito sua mãe. Lamento bastante pela perda, principalmente, por minha tia Ana, por Renata, Eduarda, João, Pedro, José e Miguel. Eduardo morreu em um dia que já era muito doloroso para todos nós, porque é aniversário da morte de meu avô Miguel Arraes. Agora, a dor se tornou insustentável.”
MARÍLIA ARRAES, vereadora (PSB) no Recife e prima de Campos
*
“Ainda chocado com a tragédia, em nome do povo de Pernambuco, lamento profundamente a morte do ex-governador do Estado, Eduardo Campos, político que deixa um legado de serviços prestados, principalmente aos mais pobres. Sinto neste momento uma enorme dor, e a vejo compartilhada com todos os que conheceram Eduardo Campos e passaram a admirá-lo, nestes anos de dedicação à vida pública. […] Eduardo conseguiu dar dimensão nacional e internacional a Pernambuco com sua forma inovadora de governar, colocando o estado na agenda da política nacional. Como líder do Partido Socialista Brasileiro (PSB) conseguiu unir diversas lideranças em torno de um projeto de mudança para o Brasil. […] Com a dor dessa grande perda, consola saber o grande homem público que foi Eduardo Campos, que deixa um exemplo de luta em favor dos mais necessitados. Precisamos dar continuidade a esse trabalho, honrando seus compromissos de um Pernambuco cada vez mais consolidado no seu desenvolvimento econômico com justiça social. Que o legado da vida política de Eduardo permaneça como sinal de esperança para o povo de Pernambuco.”
JOÃO LYRA NETO, governador (PSB) de Pernambuco
*
“É um momento muito triste, de muita dor. Eduardo, junto com todos os outros passageiros que estavam no avião, eram pessoas amigas. A gente sente muito essa perda, uma pessoa que ensinou muito, foi meu amigo, meu companheiro de tanto tempo. Vamos agora buscá-lo, trazer para Pernambuco, para que o pernambucano possa homenagear uma pessoa que foi tão importante para todos nos. Falei com ele no domingo, estivemos juntos e estamos juntos, vamos continuar juntos.”
PAULO CÂMARA (PSB), candidato ao governo de Pernambuco
*
“Um momento de muita dor para todos os brasileiros, pernambucanos. Pessoa muito diferente disse Geraldo Julio, iluminada, grande líder político, amigo, pai, irmão. É uma dor muito grande que certamente todos os pernambucanos e brasileiros sentem nesse momento. A gente pede a todos que tenham muita fé, oração, muito pensamento para que possamos superar esse momento. E uma perda irreparável, um jovem de 49 anos, que fez tanto por tantos pernambucanos e que deixa muita dor, que a não tem como expressar ou medir. Queria pedir a todos recifenses e pernambucanos qe mantenham a paz e tragam muita fé e oração para família e amigos e todos que admiravam.”
GERALDO JULIO, prefeito do Recife pelo PSB
*
“Como todos os brasileiros, estou profundamente entristecido com a trágica morte de Eduardo Campos. Um grande amigo e companheiro. Conheci Eduardo através de seu avô, Miguel Arraes, um memorável líder das causas populares de Pernambuco e do Brasil. O país perde um homem público de rara e extraordinária qualidade. Tive a alegria de contar com sua inteligência e dedicação nos anos em que foi nosso ministro de Ciência e Tecnologia. Ao longo de toda sua vida, Eduardo lutou para tornar o Brasil um país mais justo e digno. O carinho, o respeito e a admiração mútua sempre estiveram presentes em nossa convivência. Nesse momento de dor, eu e Marisa nos solidarizamos com sua mãe, Ana Arraes, sua esposa, Renata, seus filhos e toda a sua família, amigos e companheiros. Também prestamos solidariedade às famílias dos integrantes da sua equipe e dos tripulantes que falecerem nesse terrível acidente.”
LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, ex-presidente da República
*
“É um choque para a República. Uma perda grande. Era um líder jovem, um homem que abria esperança para o Brasil”
FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, ex-presidente da República
*
“A morte é um fenômeno transcendental. Supera todos os sentimentos. Deus é testemunha da minha emoção, do meu pesar e do quanto estou chocado com o falecimento de Eduardo Campos, a quem conheci ainda jovem, despontando como um grande talento.
O Brasil perdeu uma de suas maiores esperanças políticas. Eduardo tinha um grande futuro e vivia um grande presente. Junto-me a sua família e ao povo brasileiro nesse sentimento de perda, e peço a Deus que nos console e nos ampare. O Brasil, o Nordeste e Pernambuco sentem o vazio que se abre – e que não será preenchido. É hora de invocar o símbolo que os romanos usavam: a coluna partida, quebrada, não completa sua beleza.”
JOSÉ SARNEY, ex-presidente da República e senador (PMDB-AP)
*
“Nós estamos profundamente entristecidos ao saber do acidente de avião que parece ter tirado a vida do candidato à Presidência Eduardo Campo, assim como as de seus companheiros de viagem. Nós estendemos nossos profundos pesares à família e outros entes queridos das vítimas e ao povo do Brasil. Os pensamentos e orações do povo americano estão com o Brasil nesta ocasião trágica.”
CAITLIN HAYDEN, porta-voz do Conselho Nacional de Segurança dos EUA
*
“É com muita dor que perdi um amigo. Eduardo Campos era, além de tudo, uma pessoa de bem, um pai de família, um cidadão brasileiro que teria muito a contribuir com a democracia brasileira neste momento. Estive com ele, na semana passada, e pude perceber o comprometimento dele com o País. Meus pêsames à família, aos amigos e que Deus conforte a todos.”
PASTOR EVERALDO, candidato do PSC à Presidência
*
“Recebemos com perplexidade e emoção a notícia do falecimento do presidenciável Eduardo Campos. A tragédia que atingiu Campos, sem precedentes na história democrática, também nos toca e reveste de luto este processo eleitoral. A candidata Luciana Genro, a Coordenação de Campanha e o Partido Socialismo e Liberdade estão de luto e desejam toda a solidariedade à família, aos amigos, à sua campanha e aos seus apoiadores. Da mesma forma, nos solidarizamos com as famílias de Alexandre da Silva, Carlos Augusto Leal, Geraldo da Cunha, Marcos Martins, Pedro Valadares Neto e Marcelo Lira.”
LUCIANA GENRO, candidata do PSOL à presidência
*
“Profundamente chocado com a morte do Eduardo Campos. Cancelei os meus compromissos de hoje com prefeitos na região metropolitana de Campinas. Sigo para Santos.”
ALOYSIO NUNES, candidato a vice-presidente na chapa de Aécio Neves pelo PSDB
*
“Não há palavras para descrever a tragédia que hoje se abateu sobre a política brasileira. Eduardo Campos era um político de princípios e valores herdados de sua família e levados com dignidade e honra por toda sua trajetória no Parlamento e no Executivo. Assim como todo o país, estou chocado com esse acidente e com as perdas para amigos e familiares. Que Deus dê conforto a seus filhos, a sua mãe, familiares e a tantos admiradores que deixou órfãos neste triste dia.”
MICHEL TEMER, vice-presidente da República
*
“O Brasil perde um jovem promissor, uma jovem liderança que teria muito a contribuir para o país. Uma jovem liderança. E eu, um amigo.”
GERALDO ALCKMIN, governador (PSDB) de São Paulo, em entrevista à TV Globo
*
“O Brasil perdeu hoje um grande estadista, um homem público da maior qualidade, que exerceu a política com competência, honestidade e dedicação. Eu perdi um amigo, com quem tive a honra de conviver. Eduardo Campos foi um dos incentivadores de meu ingresso na política. Há cinco anos, iniciei minha trajetória política em seu partido, o PSB. Quero me solidarizar com sua família e seus amigos. Quero me solidarizar também com o povo de Pernambuco pela perda de seu grande líder.”
PAULO SKAF, candidato ao governo de São Paulo pelo PMDB
*
“É uma tragédia e grande perda para nós de um político da nova geração.”
ALEXANDRE PADILHA, candidato ao governo de SP (PT)
*
“Perdemos um dos melhores políticos da nova geração. Eduardo Campos deixa só amigos, que viam nele alegria, inteligência e esperança.Triste.”
FERNANDO HADDAD, prefeito (PT) de São Paulo
*
“Estamos todos chocados. Eduardo Campos fazia parte de uma geração de políticos comprometidos com a luta por um país melhor e mais justo. Que os seus sonhos se confirmem. Solidarizo-me profundamente com a sua família, com os seus amigos e partidários e com o povo pernambucano.”
EDUARDO PAES, prefeito (PMDB) do Rio, que decretou luto de três dias na cidade
*
“Estou profundamente chocado e triste com a morte trágica de Eduardo Campos, com quem sempre mantive excelente relacionamento, e a quem sempre admirei como homem público e cidadão. Eduardo Campos foi um grande político, pelo que deixará uma lacuna na vida pública do seu Estado e do País. Solidarizo-me com a sua família, com os familiares das demais vítimas da tragédia e com o povo de Pernambuco, que sofre, como os demais brasileiros, a perda de um importante líder.”
EDISON LOBÃO, ministro de Minas e Energia
*
“O país acompanha hoje um triste episódio de sua história política. Tive a oportunidade de acompanhar brevemente Eduardo Campos, durante sua gestão à frente do governo de Pernambuco. Presenciei o trabalho sério e técnico, de um homem que vem de uma tradição de políticos que contribuíram para reforçar a nossa democracia. Perdemos a voz de uma jovem liderança, que certamente traduzia essa trajetória familiar, que busca um país melhor. Deixo meus sentimentos à sua esposa e filhos. Também quero me solidarizar com os parentes e amigos das demais pessoas que faleceram nesse trágico acidente.”
ARTHUR CHIORO, ministro da Saúde
*
“A presença de Eduardo Campos no debate eleitoral valorizava a pluralidade de ideias, imprescindível para o processo democrático.”
RODRIGO JANOT, procurador-geral da República
*
“É com profundo pesar que lamento a morte tão precoce e trágica do candidato do PSB à presidência da República, Eduardo Campos. Uma tragédia que deixa o Brasil chocado e surpreso. O país sofre a dor coletiva da perda de uma das mais promissoras lideranças da política brasileira.Em nome do Congresso Nacional e em meu próprio envio condolências à família, ao PSB e ao governo do Estado de Pernambuco.Informo, ainda que o Congresso Nacional decretará luto oficial por um período de três dias.”
RENAN CALHEIROS, presidente do Congresso Nacional (PMDB-AL)
*
“Neste momento de perplexidade, junto-me às vozes de todo o país que lamentam a perda súbita e prematura do ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência da República, Eduardo Campos. Meus sinceros sentimentos a sua família e amigos, extensivo aos familiares de todas as vítimas desta tragédia.”
GUIDO MANTEGA, ministro da Fazenda
*
“Compartilho da tristeza de Dona Carolina, a avó, da Ana, a mãe, e de todos familiares do Eduardo. O futuro da política brasileira será mais pobre.”
MOREIRA FRANCO, ministro da Aviação Civil e ex-governador do Rio de Janeiro
*
“É um momento de pesar que marca o encerramento de uma brilhante trajetória política. Nesta oportunidade, me solidarizo com a sua família e com os familiares dos assessores e pilotos que o acompanhavam nesta manhã.”
HENRIQUE PAIM, ministro da Educação
*
“Foi com profunda consternação que recebi a notícia do falecimento de Eduardo Campos, político jovem, já com grandes realizações e um futuro altamente promissor. Tive a satisfação de conviver com Eduardo Campos enquanto colega de ministério, durante o primeiro mandato do presidente Lula, e também ao longo de sua gestão, à frente do governo de Pernambuco. Tinha grande admiração por sua inteligência, suas ideias firmes, sua clareza de raciocínio, seu bom senso e seu trato sempre afável. Meus sentimentos à sua companheira Renata e à toda sua família. O Brasil perdeu uma de suas mais expressivas lideranças políticas.”
CELSO AMORIM, ministro da Defesa
*
“Em uma hora como esta é até difícil falar. O Brasil vive um momento de estupefação pela perda do homem público que foi Eduardo Campos, uma grande liderança política do Nordeste. Lamentamos profundamente a perda irreparável para família e para os brasileiros. Nossa solidariedade aos familiares e amigos de todos aqueles que o acompanhavam no voo. A agenda do candidato à Presidência da República pelo PSDB, Aécio Neves, prevista para hoje, no Rio Grande do Norte e na Paraíba, foi cancelada. Embarcamos no início da tarde para São Paulo, onde poderemos acompanhar de perto os desdobramentos desse fatídico acidente.”
JOSÉ AGRIPINO MAIA, presidente do DEM
*
“O país perde prematuramente Eduardo Campos, homem honrado e sempre atento às demandas sociais do povo brasileiro. Empenhado na construção de um país igualitário, justo e democrático, Eduardo Campos seguia os passos de seu avô Miguel Arraes, um dos mais importantes nomes da política republicana. Político jovem, com carreira promissora, Eduardo Campos fará muita falta à democracia brasileira. As conquistas e os prêmios de reconhecimento atestam o trabalho e o comprometimento de Eduardo Campos com o bem estar social e a vida cotidiana do pernambucano. Estas premissas também guiavam suas propostas para o Brasil. Meus sentimentos aos amigos e familiares de Eduardo Campos, neste momento tão difícil, assim como presto solidariedade às famílias das demais vítimas.”
LUIZ FERNANDO PEZÃO (PMDB), governador do Rio, candidato à reeleição
*
“Foi com total consternação que recebi a notícia da morte do amigo Eduardo Campos. Com certeza, ele tinha muito ainda a contribuir com o Brasil. O País perde um de seus mais promissores homens públicos. Eu perco um grande companheiro e amigo. Neste momento de muita tristeza, peço a Deus que conforte sua esposa Renata, seus cinco filhos, seus amigos e muitos admiradores.”
JONAS DONIZETTE, prefeito (PSB) de Campinas
*
“O Brasil acaba de perder um de seus melhores quadros políticos, o candidato a presidente pelo PSB Eduardo Campos. Tive a felicidade de conviver muito com ele nos últimos meses, desde meu retorno ao partido. Foi um privilégio aprender com um homem íntegro e extremamente republicano, que amava seu país, seu povo, acreditava e fazia uma política honesta”
ROMÁRIO, deputado federal e candidato ao Senado (PSB-RJ)
*
“Um homem republicano, com bons propósitos. Também com ele desaparece os sonhos de um jovem que tinha todo o direito de sonhar com o que ele sonhava. Isso nos alerta para o fato de que é importante vivermos a vida com lisura, com lealdade, com nossos objetivos, pois só temos uma vida”
LUIZ FUX, ministro do STF
*
“Não tenho palavras para traduzir o sentimento de tristeza e desamparo político com a morte do nosso presidente nacional Eduardo Campos. Nosso partido perde seu presidente nacional mas o Brasil perde uma liderança que qualificou a política e que tinha muito ainda a contribuir”
CAMILO CAPIBERIBE, governador (PSB) do Amapá
*
“Com profundo pesar e indescritível comoção recebi a notícia do trágico acidente que tomou a vida do meu fraternal amigo Eduardo Campos e fez outras vítimas. A dor pela perda dessas vidas é imensa. A dimensão da falta que fará ao Brasil o desaparecimento de um dos seus mais valorosos filhos é incalculável. Tive o privilégio de uma longa proximidade com Eduardo. Convivemos como deputados, fomos juntos líderes, fomos juntos ministros e, sobretudo, compartilhamos com nossas famílias a intimidade de amigos. Eu, Monica e meus filhos estamos profundamente tristes e chocados com esta tragédia.”
EUNÍCIO OLIVEIRA, senador (CE) e líder do PMDB no Senado
*
“A morte de Eduardo Campos é uma tragédia irreparável. Sua ausência deixa o país sem um de seus melhores políticos. Homem notável, uma esperança para o futuro de todos nós. Nesse momento terrível quero deixar minhas condolências a toda a sua família e seus amigos.”
PAULO MALUF, deputado federal (PP-SP)
*
“Estou muito impactada, triste. É uma perda irreparável para o Brasil. Da convivência que tive com ele enquanto governador de Pernambuco vai ficar a lembrança de um político jovem, dinâmico, bom conciliador, bom pai, uma pessoa sempre delicada para lidar. Meus sentimentos para a família.”
IZABELLA TEIXEIRA, ministra do Meio Ambiente
*
“Eduardo Campos foi um homem exemplar. Bom filho, companheiro honrado, pai presente e homem público dos mais valorosos e admiráveis. O destino, intempestivamente, nos privou na manhã desta quarta-feira de um dos arquitetos do futuro do Brasil. Idealista, conciliador, generoso e dotado de rara sensibilidade, Eduardo Campos deixará como legado uma trajetória política marcada pela altivez, pela inquietude diante das injustiças e por um profundo desejo transformador.”
ALBERTO PINTO COELHO, governador (PP) de Minas Gerais
*
“Eduardo Campos significava a esperança na construção de novo país. Estamos chocados não só porque perdemos uma grande liderança, perdemos grande amigo.”
LÍDICE DA MATA (PSB), senadora e candidata ao governo da Bahia
*
“É difícil expressar minha consternação diante do ocorrido. Ainda estou sob forte impacto, não só pelo homem público que era Eduardo Campos, mas pela sua morte trágica, ainda muito moço. Já tendo ocupado importantes postos na vida pública, a ele estavam reservadas missões de grande relevância para o país. É uma perda para todos nós. Fará uma enorme falta ao Brasil. Quero registrar também meu pesar pela morte dos outros ocupantes do avião.”
PIMENTA DA VEIGA, ex-ministro e candidato (PSDB) ao governo de Minas Gerais
_”Em nome do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro presidente Dias Toffoli lamenta o trágico acidente que vitimou o candidato à Presidência da República Eduardo Campos e equipe, ocorrido em Santos (SP), na manhã desta quarta-feira (13).
Toda a Corte Eleitoral se solidariza com os familiares, amigos e correligionários do candidato e das outras vítimas neste momento de pesar. E ressalta o legado político consistente deixado por Eduardo Campos, evidenciado nas suas passagens por cargos públicos de relevo, como governador do estado de Pernambuco por duas vezes, ministro da Ciência e Tecnologia, deputado federal e estadual.
DIAS TOFOLLI, presidente do TSE
*
_”Rede está em luto por Eduardo Campos e equipe. Neste momento de dor e perplexidade, a Rede Sustentabilidade manifesta seu profundo pesar pelo falecimento de Eduardo Campos e pelos companheiros de equipe Pedro Valadares Neto, Marcelo Lira, Alexandre Gomes da Silva, Carlos Percol e dos pilotos Geraldo da Cunha e Marcos Martins em um acidente aéreo na manhã desta quarta-feira.
A Rede se solidariza com seus familiares, amigos e assessores e convida a todos a manter Eduardo Campos e sua equipe em seus pensamentos.”_
REDE SUSTENTABILIDADE
*
“O PSB da Bahia, absolutamente consternado e perplexo com a tragédia que evolveu o nosso presidente nacional e candidato a presidente da República, Eduardo Campos e membros de sua equipe, declara-se em luto e suspende toda e qualquer atividade de campanha. Os socialistas baianos tinham em Eduardo Campos não só um líder de grande sabedoria, apesar de sua juventude, mas um amigo querido que somente nos últimos meses esteve seis vezes na Bahia.
Nosso líder, nosso presidente, nosso candidato à Presidência deixa para cada socialista e também para todo povo brasileiro um legado de coragem, lucidez e competência que se confundem com a forma amorosa com que se relacionava com o Brasil.
Sua mensagem de esperança e fé no Brasil será a chama que iluminará para sempre os nossos passos.
Agradecemos as manifestações de solidariedade do governador da Bahia, dos demais candidatos ao governo e de todas as autoridades que dirigiram à nossa presidente Lídice da Mata mensagens solidárias e de conforto.”
PSB BAHIA
*
“Estamos profundamente impactados. É uma dor para toda a nação brasileira, uma tragédia familiar, política, muito grande para o nosso país. Foi um grande brasileiro. Fui ministro com o Eduardo Campos, eu tinha uma boa relação de companheirismo, uma relação muito fraterna com ele. É uma grande perda humana e uma grande perda política para a democracia brasileira.”
TARSO GENRO, governador (PT) do Rio Grande do Sul e candidato à reeleição
*
“Um dia muito triste para o Brasil. Perdemos nesta manhã um grande homem, um brasileiro exemplar, um político sério e competente. Seu vigor, sua paixão na defesa e na luta por melhorias sociais e econômicas para o povo de Pernambuco eram contagiantes. Sem dúvida alguma, está é uma grande perda para o país. Por uma ironia do destino, Eduardo Campos nos deixa na mesma data em que faleceu seu avô, o grande político Miguel Arraes”
EDUARDO BRAGA, senador (PMDB-AM) e líder do governo no Senado
*
“Foi o nosso grande timoneiro nesse processo eleitoral. Estamos chocados, tristes, não era isso que queríamos viver neste ano. Queríamos viver a alegria de debater e de mudar o país. Vamos calmamente pensar o que fazer daqui para a frente. Era uma das lideranças políticas mais importantes do país, era uma esperança. É difícil saber avaliar o que vai acontecer. A desgraça é que perdemos nosso líder [mas] não perdemos a esperança. O Brasil está chocado”
BETO ALBUQUERQUE, líder do PSB na Câmara dos Deputados
*
“É com profundo pesar que lamento o falecimento do ex-governador e candidato à presidência da república pelo PSB, Eduardo Campos, ocorrido na manhã desta quarta-feira. Os brasileiros e principalmente o Estado de Pernambuco sentirão imensamente a sua falta. Eduardo Campos esteve presente nas principais lutas democráticas e sociais do nosso país nos últimos anos, particular em favor da população menos favorecida. Mesmo agora durante a campanha presidencial, Eduardo Campos manteve uma postura ética e combativa em favor da melhoria da qualidade de vida do povo brasileiro. Manifesto minha total solidariedade à sua família, aos companheiros do PSB e ao Estado de Pernambuco.”
JOSÉ AMÉRICO DIAS, presidente da Câmara Municipal de SP (PT)
*
“Sem palavras para falar da imensa perda que sofremos. Vá em paz, Eduardo Campos. Ficamos com a memória de sua amizade e de seus exemplos.”
RENATO CASAGRANDE, governador (PSB) do Espírito Santo
*
“Uma perda lamentada por todo o país, um político experiente, pautado pela ética, sempre engajado nas lutas pela democracia, pela melhoria social e pelo desenvolvimento do país. É uma perda que todos nós lamentamos. Queria em nome pessoal e em nome do STF expressar minha solidariedade e as condolências à família de Eduardo Campos.”
RICARDO LEWANDOWSKI, presidente do STF
*
“Embaralha a política nacional. Eu tinha muito carinho por ele, aprendi a respeitá-lo. Quem deve estar um pouco triste são os repórteres do ‘Jornal Nacional’, que foram muito duros, um pouco exagerados.”
PEDRO SIMON, senador (PMDB-RS)
*
“Sempre tive uma relação de muito respeito com Eduardo Campos. Ficamos todos tristes com essa tragédia. Solidarizo-me com a família e, em especial, com Ana Arraes, mãe de Eduardo Campos, ex-deputada federal e atual ministra do Tribunal de Contas da União. Tenho certeza de que Pernambuco e o Brasil perdem um nordestino e homem de futuro na política brasileira”
ROSEANA SARNEY, governadora (PMDB) do Maranhão
*
“Eduardo Campos merece a mais elevada homenagem de todos os brasileiros. Eu, pessoalmente, perco um grande amigo. Construímos laços de profundo carinho, respeito e admiração. Em meu nome, em nome de minha esposa Fátima e de todas as baianas e baianos, a nossa homenagem a esse exemplo de ser humano e homem público”
JAQUES WAGNER, governador (PT) da Bahia
*
“Lamento profundamente a morte do ex-governador de Pernambuco e candidato à presidência da República, Eduardo Campos, que foi vítima da queda de um avião na manhã desta terça-feira (13/08), em Santos (SP). Tive a felicidade de conhecer Eduardo e de acompanhar seu trabalho como homem público. Extremamente bem avaliado pela população, Eduardo foi reeleito como governador com 83% dos votos em 2010. Entre os principais avanços que conseguiu, esteve o apoio à indústria do Estado e a redução do nível de violência em Pernambuco, em um período em que os índices disparam em todo o resto do País. Nada explica uma tragédia como a que aconteceu hoje. Estou chocado, como toda a população brasileira. Tudo o que podemos fazer é desejar conforto à família e aos amigos de Eduardo.”
PAULINHO DA FORÇA, presidente nacional do Solidariedade
*
“O destino nos pregou um grande golpe. O Brasil hoje perdeu um dos mais brilhantes brasileiros. Eduardo Campos era um amigo, irmão, companheiro, líder insubstituível. Eduardo Campos representava, para milhões de brasileiros, a esperança de um novo tempo na política brasileira. Manifestamos nossas profundas condolências à família e aos amigos e agradecemos as infinitas manifestações de solidariedade.Pedimos a Deus neste momento muita serenidade e discernimento para superar a dor e seguir o exemplo de dedicação, compromisso e amor ao povo brasileiro manifestados por Eduardo Campos em sua trajetória.”
RODRIGO ROLLEMBERG, senador (DF) e líder do PSB
*
“O Brasil perdeu sem dúvida uma liderança forte, em ascensão, que já estava dando a sua grande contribuição há alguns anos, especialmente neste momento. Deu e estava dando uma grande contribuição ao processo político brasileiro”
RENATO CASAGRANDE, governador (PSB) do Espírito Santo
*
“Fiquei abalado. Ele vai deixar uma grande lacuna na política nacional e fará muita falta na eleição. Ficam os bons exemplos de um jovem político, um gestor público admirável, uma pessoa de princípios. Certamente irá inspirar muitos políticos nesse país”
BETO RICHA, governador (PSDB) do Paraná
*
“É um baque grande que nos deixa atordoados. Difícil de expressar qualquer sentimento que não o de grande consternação e de luto. Uma tragédia que interrompe uma carreira brilhante. O País perde um político jovem que tinha muito o que contribuir para o nosso Estado e para o nosso País.”
MENDONÇA FILHO, deputado federal (PE) e líder do DEM
*
“É com profundo pesar que o Brasil recebe a notícia do falecimento de Eduardo Campos. Um homem de imenso valor, político engajado, um pai querido para seus filhos e marido de valor. Fomos colegas na Câmara dos Deputados quando nossos debates sempre eram povoados pelo entusiasmo e respeito mútuo. Meus pêsames aos familiares, aos pernambucanos e aos brasileiros que perdem um grande homem. Que Deus conforte a família.”
RONALDO CAIADO, deputado federal (DEM-GO)
*
“É sempre muito triste ver alguém tão jovem partir de maneira tão trágica. Neste momento, diferenças políticas ficam em segundo plano. Me solidarizo e mando minhas orações para família e amigos.”
GLEISI HOFFMANN, senadora (PT) e candidata ao governo do Paraná
*
“Nos associamos à dor da família, à dor dos pernambucanos e pedimos a Deus que receba bem Eduardo Campos e que seu exemplo possa inspirar as futuras gerações.”
GEDDEL VIEIRA LIMA, ex-ministro e candidato ao Senado na Bahia (PMDB)
*
“A política, o Brasil e o Nordeste perderam um dos seus representantes mais qualificados. Como deputado, governador e ministro, Eduardo Campos sempre trabalhou pelo desenvolvimento do Brasil. No pouco tempo de sua campanha à Presidência, Eduardo Campos apresentou propostas consistentes, demonstrando que ainda tinha muito a contribuir para o futuro do país.”
ANTÔNIO CARLOS MAGALHÃES NETO, prefeito (DEM) de Salvador
*
“Eduardo Campos foi um grande governador e era um dos principais nomes da política brasileira. Hoje é um dia de muita tristeza para todo o Brasil. Vamos orar por ele e por sua família.”
CAMILO SANTANA, candidato ao governo do Ceará (PT)
*
“Compartilhávamos dos mesmos sonhos de mudar o Brasil e estivemos juntos em muitas lutas. Sempre terei comigo a imagem de um amigo leal.”
TASSO JEREISSATI, candidato ao Senado no Ceará (PSDB)
*
“A morte de Eduardo Campos é uma perda inestimável para a política brasileira. É motivo de consternação nacional a fatalidade que vitimou esse exemplar homem público, notável nas esferas legislativa e executiva. Eduardo Campos deixa saudades por tudo que realizou e o muito que ainda realizaria, porque o talento político que trazia no DNA, ele nunca poupou para transformar Pernambuco, o Nordeste e o Brasil.”
PAULO SOUTO, candidato ao governo da Bahia (DEM)
*
“Chocado com a morte de Eduardo Campos, paro um pouco para refletir sobre a vida e a política. Condolências sinceras à família.”
ROBERTO REQUIÃO, senador e candidato ao governo do Paraná (PMDB)
*
“Uma tragédia se abateu sobre todos nós, hoje, com o desaparecimento inesperado e impensado de Eduardo Campos. O acidente aéreo vitimou não apenas um personagem da política nacional, mas uma grande personalidade brasileira. O país perde um líder carismático, um guia, um homem de família, pai exemplar e marido amoroso. Enfim, não tenho palavras para expressar tudo aquilo que estou sentindo, mas quero registrar meu profundo pesar e celebrar o legado que Eduardo Campos deixa para Pernambuco, para o Nordeste e para o Brasil. Eu e minha família nos solidarizamos com o seus familiares, amigos e correligionários. Estamos em oração, pedindo conforto para todos e seu descanso em paz.”
ANTÔNIO IMBASSAHY, deputado federal líder do PSDB-BA na Câmara
*
“Nossa condição de partido que sempre efetivou forte oposição aos governos protagonizados por Eduardo Campos não nos tira neste momento o sentimento de sincero pesar. Em respeito aos pernambucanos e à família das vítimas, todas as atividades eleitorais de nossas candidaturas, sobretudo as majoritárias, estão temporariamente suspensas.”
PSOL de Pernambuco, em nota
*
“Recebi com muita tristeza a notícia da morte de Eduardo Campos, um amigo de longa data. Estou muito emocionado. Eduardo é um brasileiro que vai fazer muita falta ao Brasil. Muito afável, inteligente, cordialíssimo, um grande quadro político. Perdemos um homem de bem, honrado, uma pessoa que teve a vida dedicada ao povo do seu Estado e do país.”
FERNANDO PIMENTEL, ex-ministro e candidato ao governo de Minas pelo PT
*
“Tive a oportunidade de conversar e conhecer algumas das ideias inovadoras do homem público comprometido com a sua terra e sua gente. O país perde mais um daqueles homens de bem e do bem que, com entusiasmo e idealismo, lutava por uma nação mais justa. O sentimento de tristeza pela perda irreparável é ainda mais forte pela circunstância em que ocorreu, deixando todos nós perplexos com a notícia. Assim, nos unimos em oração e pedindo a Deus que olhe por sua alma e dê conforto aos amigos e familiares, em especial sua esposa e seus filhos neste momento de profunda dor.”
SIMÃO JATENE, governador (PSDB) do Pará e candidato à reeleição
*
“Acompanhei de perto a trajetória política do Eduardo Campos. Entramos juntos no Congresso Nacional, como deputados federais, trabalhamos juntos no ministério do presidente Lula –eu, como ministro dos Esportes, ele, como ministro de Ciência e Tecnologia,– e estivemos sempre no mesmo campo ideológico. Sou testemunha de sua permanente preocupação com os mais humildes. É uma perda imensa para o País. Neste momento de dor eu quero me solidarizar com sua mulher, Renata, com os filhos, toda a família e com o PSB.”
AGNELO QUEIROZ, governador (PT) do Distrito Federal e candidato à reeleição
*
“Ele tinha a política no sangue. Neto de Miguel Arraes, fez uma revolução em Pernambuco em relação à competitividade e à gestão de qualidade no governo.”
ANA AMÉLIA LEMOS, senadora (PP) e candidata ao governo gaúcho
*
“O Brasil perdeu um grande homem público e uma das mais importantes lideranças políticas da minha geração. Estivemos lado a lado na campanha de Lula em 1989 e fomos deputados federais juntos. Eduardo Campos também foi ministro da Ciência e Tecnologia no governo Lula, cargo que eu viria a ocupar depois. Campos foi, ainda, um governador muito importante na história do estado de Pernambuco.
O fato de não estarmos no mesmo palanque nesta eleição jamais diminuiu minha admiração pelo talento, pela competência e pelo espírito público de Eduardo Campos.
Deixo meu abraço e condolências à esposa Renata, aos filhos, aos familiares e aos companheiros do PSB”.
ALOIZIO MERCADANTE, ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República
*
“Foi com profunda tristeza que soube dessa inacreditável tragédia que vitimou o governador Eduardo Campos, um dos grandes nomes da política brasileira! Ainda não consegui acreditar! Espero, do fundo do meu coração, que a família consiga encontrar um mínimo de conforto e paz em Deus! Toda a nossa solidariedade aos amigos e familiares.”
CARLOS SAMPAIO, deputado e coordenador jurídico da campanha do senador Aécio Neves (PSDB)
*
“Com extremo choque, profundo pesar e imensa consternação recebi a informação da morte de Eduardo Campos. Fomos colegas na Câmara por três mandatos e afirmo que Eduardo foi um homem público digno, que honrou o estado de Pernambuco, o Nordeste e o Brasil. Minhas condolências à família e ao povo brasileiro, que lamentam a perda de um homem tão jovem, em seu auge político e com tantos sonhos para a vida. Sua morte deixa uma lacuna irreparável. Somente Deus para confortar os familiares e amigos neste momento de insuportável dor.”
HENRIQUE EDUARDO ALVES, presidente da Câmara dos Deputados
*
“A morte de Eduardo Campos é uma tragédia que se abateu sobre o Brasil e abalou os brasileiros. A vitalidade da juventude de Eduardo, com ideias modernas sobre a gestão do país, quedou-se sob o peso de um desastre aéreo em Santos. O PPS apostou na qualidade política de Eduardo Campos neste momento em que o país busca alternativas para seu futuro e um novo projeto nacional de desenvolvimento. Embora jovem, o candidato já havia provado sua competência tanto no Parlamento quanto à frente do governo do Estado de Pernambuco.
Para o PPS, assim como para o Brasil, a perda de Eduardo Campos tem o peso de uma grande tragédia. Atinge a vitalidade da promessa de renovação que ele significava para um país que clama por mudanças. Em meu nome e em nome do partido, manifestamos solidariedade à família de Eduardo e lamentamos profundamente sua morte, com a convicção de que suas qualidades de homem público decente, visionário e cheio de ideias novas farão muita falta ao país.”
ROBERTO FREIRE, deputado e presidente do PPS
*
“Hoje, para perplexidade de todos, estamos aqui para homenageá-lo, não mais para esperá-lo, não mais para tratar dele como futuro do Brasil, mas como passado. Deixa a gente perplexo, sem saber o que fazer. Me sinto hoje em processo de desequilíbrio político. Tão forte quanto a tristeza é minha perplexidade. A esperança hoje diminuiu, mas a necessidade de esperança é maior ainda.
CRISTOVAM BUARQUE, senador (PDT-DF)
*
“Era um homem de grande valor e de um futuro político extremamente promissor. Minha solidariedade a família, parentes e amigos deste que foi um grande líder político. Me solidarizo também com os familiares dos pilotos e dos assessores de Campos que também estavam na aeronave.”
VANESSA GRAZZIOTIN, senadora (PCdoB-AM)
*
“É uma perda irreparável para todo o Brasil. Ele era uma figura exemplar por trás de uma família unida. Que Deus conforte sua mãe, Ana Arraes, sua esposa Renata, seus cinco filhos e os familiares de todas as vítimas desse acidente que deixou o povo brasileiro em estado de choque.”
WELLINGTON FAGUNDES, deputado federal (PR-MT)
*
“Eduardo foi o político mais brilhante de sua geração, com uma inteligência, uma determinação e uma capacidade de trabalho únicas. Seu desaparecimento é uma perda irreparável para a política brasileira, mas é uma perda ainda maior para seus familiares e amigos. Uma tragédia sem precedentes para todos nós, que estávamos nessa luta para construir um País melhor. Por isso, Eduardo deixa uma lacuna que não será preenchida. Ele tinha um projeto para o Brasil, tinha sonhos que a gente tem a obrigação de levar adiante”.
JARBAS VASCONCELOS, senador (PMDB-PE) e ex-governador de Pernambuco
*
“Manifesto meu sincero pesar pelo falecimento do governador Eduardo Campos. Político e administrador competente, a sua morte deixa um vazio muito grande no quadro político do País.”
FRANCISCO DORNELLES, senador (PP-RJ)
*
“Foi com perplexidade e tristeza que recebi a notícia do falecimento do amigo Eduardo Campos. Uma amizade construída no Congresso, que passou para além da política. Quando ministro, foi um parceiro na área de Ciência e Tecnologia; no Congresso, um colega dos mais preparados para os grandes debates do País, como o pacto federativo. Ficará entre nós o exemplo de sua liderança, espelhada em seu avô, e o respeito por um político que é da minha geração, imbuído dos mesmos princípios, compromissos e vontade de promover transformações através da ação política. Nesse momento de consternação, solidarizamo-nos com todos os seus familiares e amigos, além dos entes dos demais envolvidos nessa tragédia, desejando que possam encontrar resignação e paz”.
WALTER PINHEIRO, senador (PT-BA)
*
“Foi com profundo pesar que recebi a notícia do falecimento do ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência da República Eduardo Campos. O Brasil perde hoje um homem público dedicado, defensor intransigente da democracia e de uma sociedade mais justa e fraterna. Neste momento de dor, transmito meus sentimentos aos familiares de Eduardo Campos e de todas as vítimas dessa tragédia”.
JOSÉ EDUARDO CARDOZO, ministro da Justiça
*
“Ao longo da minha vida pública, o meu caminhar em vários momentos se cruzou com o de Eduardo e, em que pese divergências ocasionais, naturais da política, eu sempre tive a compreensão dos seus atributos e qualidades indiscutíveis como homem público. Pernambuco perde um grande líder, de caráter combativo e obstinadamente dedicado ao trabalho. Ele deixa um legado, como político e como administrador, sobretudo pela maneira competente com que governou o nosso Estado por oito anos, inquestionavelmente um marco na nossa história. E foi exatamente esse conjunto de qualidades que o fez se destacar como uma nova e natural liderança no cenário nacional.”
ARMANDO MONTEIRO, senador (PTB-PE) e candidato ao governo de Pernambuco
*
“Trata-se de uma grande perda para a vida pública do país. Eduardo Campos foi uma das gratas revelações da política brasileira nos últimos anos. Em todos os momentos da sua trajetória, Eduardo sempre se revelou um intransigente defensor da democracia e um gestor eficiente, moderno e dinâmico, em especial à frente do governo de Pernambuco. […] A morte de Eduardo Campos sem dúvida empobrece não somente o debate na sucessão presidencial, mas também a necessária e permanente discussão sobre os rumos que o Brasil precisa tomar, independentemente do que seria o resultado eleitoral. Neste momento de profunda tristeza e pesar, não só como amigo e colega de partido, mas como cidadão brasileiro, me associo à dor da sua família e das demais famílias prestando a minha total solidariedade. Eduardo Campos era cidadão honorário de Belo Horizonte. Essa prefeitura decreta luto de três dias para honrar a memória desse grande brasileiro.”
MARCIO LACERDA, prefeito (PSB) de Belo Horizonte
*
“Eu estava muito ligada a Eduardo Campos, porque ele é o responsável direto pela minha chegada na política. Nesses meses que se antecederam, eu estive muito ligada a ele. Qualquer dificuldade que tive, o procurava ou procurava Marina [Silva]. Isso me fez me aproximar e querer bem a Eduardo. Era um jovem brilhante, cheio de alegria e sonhos. Essa perda é de alguém que eu não só admirava e respeitava, mas a perda de um amigo”.
ELIANA CALMON, ex-ministra do STJ (Superior Tribunal de Justiça) e candidata (PSB-BA) ao Senado
*
“O Brasil perde um grande líder, um homem público sensível, uma esperança para os que seguem acreditando no exercício da Política como instrumento de fortalecimento democrático. Conheci Eduardo Campos em 1999, em Brasília. Era deputado federal, e nunca mais deixamos de nos ver, manter um relacionamento fraterno, dialogar e falar sobre política. Em 2010, me convidou para entrar no PSB, mas o PSD ganharia proporções nacionais, e adiamos um projeto maior de união, para uma conversa posterior. Sempre que vinha a São Paulo, eu o recebia em casa, falávamos sobre política e seus sonhos de ser Presidente. Aprendi muito com ele. Dividíamos projetos, ideias e lembranças da política. Eduardo deixa o exemplo de correção, de caráter e sensibilidade que o Brasil não esquecerá. Meus sentimentos à sua mulher, à sua família e aos pernambucanos que tiveram a oportunidade e honra de tê-lo como, deputado, secretário de estado e governador. Um homem público vencedor, que pensava sempre em ajudar as pessoas.”
GILBERTO KASSAB, candidato a senador pelo PSD
*
“Foi com tristeza que recebi a notícia do trágico acidente no qual morreram sete pessoas entre elas o ex-governador de Pernambuco e candidato a presidência Eduardo Campos (PSB). Em meu nome, de minha família e dos republicanos do Estado do Rio de Janeiro lamentamos esse trágico acidente e o falecimento tão prematuro de um político de raízes históricas com o povo brasileiro. À sua família, e das demais vítimas, o nosso respeito e conforto nesse momento tão difícil.”
ANTHONY GAROTINHO, deputado (PR) e candidato ao governo do Rio
*
“Eu estou profundamente chocado com a morte de Eduardo Campos. Perco, antes de tudo, um amigo. Manifesto a minha total solidariedade a sua mulher Renata, seus filhos e familiares. Estendo meus sentimentos às famílias das demais vítimas dessa tragédia. Eduardo sempre foi um pai de família exemplar e um homem público notável. Jovem, dinâmico e preparado, ele fará muita falta ao Brasil.”
LINDBERGH FARIAS, senador (PT) e candidato ao governo do Rio
*
_”Recebi com imenso pesar a notícia da tragédia que vitimou o companheiro Eduardo Campos. Solidarizo-me com a família, que é um pouco minha também, pois acolheu a mim e aos meus quando retornamos do exílio. Fica difícil encontrar palavras neste terrível momento de dor. Eduardo era um jovem político que não esmorecia. Um líder autêntico, que marcou a política de Pernambuco e do Brasil nesta década na busca por mais justiça, liberdade e igualdade para os brasileiros.
Foi, sem dúvida, uma figura política do novo tempo, modelo para todos que lutam por um Brasil mundo mais justo. Fiquemos com um dos exemplos deixados por Eduardo e que era uma de suas maiores marcas: manter a serenidade e a honradez mesmo nos momentos de acirradas adversidades. E tomemos como mantra uma de suas últimas frases em vida: “não vamos desistir do Brasil, é aqui que vamos criar nossos filhos”.
JOÃO CAPIBERIBE, senador (PSB-AP)
*
“Quero prestar minhas condolências à família e dizer que o Brasil perde com a morte de Eduardo. Nos últimos meses, a gente teve divergências partidárias, eu fiz a opção de apoiar uma candidatura e ele acabou colocando a sua candidatura. Essa divergência sempre foi muito clara, muito transparente e eu sempre tive um diálogo aberto com ele.”
CID GOMES, governador (Pros) do Ceará
*
“Sinto-me em dificuldades para encontrar palavras que traduzam o profundo sentimento em que me encontro diante dessa grande perda. Jovem político com carreira brilhante como administrador de seu Estado natal, o falecimento de Eduardo significa a interrupção de uma trajetória que tem raízes nas melhores tradições democráticas e de apego às lutas por um Brasil melhor desde seu avô Miguel Arraes, e que ele, tão bem, dava prosseguimento como seu herdeiro. Manifesto, da forma mais sincera, meu pesar a todos os seus familiares, bem como amigos, correligionários e conterrâneos de Eduardo Campos.”
ANTONIO ANASTASIA, ex-governador de MG e candidato ao Senado (PSDB-MG)
*
“Eu estava em São Paulo no fórum da revista ‘Exame’, por isso que não estava no avião. Muito frequentemente eu viajava com eles. É muita tristeza a perda de um grande amigo, um grande companheiro e uma tristeza também do povo brasileiro. Ele estava cumprindo uma missão muito importante de interpretar os anseios de um novo Brasil que a população quer que surja e que seja construído. Fico muito triste também pelos demais companheiros que vieram a falecer. Eram todos amigos também: [Carlos] Percol [assessor de imprensa], Pedro Valadares [assessor], Marcelo [Lira, cinegrafista], [Alexandre] Severo [fotógrafo da campanha], os pilotos. Uma tristeza muito grande.”
MAURÍCIO RANDS, coordenador do programa de governo de Campos e ex-deputado federal
*
“Foi com profunda tristeza que soube dessa inacreditável tragédia que vitimou o governador Eduardo Campos, um dos grandes nomes da política brasileira! Ainda não consegui acreditar! Espero, do fundo do meu coração, que a família consiga encontrar um mínimo de conforto e paz em Deus! Toda a nossa solidariedade aos amigos e familiares.”
CARLOS SAMPAIO, deputado federal (PSDB) e coordenador jurídico da campanha de Aécio Neves à Presidência
*
“Recebi a notícia com incredulidade, achando que isso não tinha acontecido. Ontem à noite, eu vi a entrevista dele ao ‘Jornal Nacional’, a gente ficou com a sensação de que o povo brasileiro estava o conhecendo um pouco mais e que ele ia eventualmente ser presidente. […] Estou realmente chocado e perplexo. Ele era muito inteligente, com uma capacidade de apreensão rápida das coisas, e muito otimista. O otimismo dele fazia com que ele se desse bem com tudo mundo. Ele foi um grande articulador, sempre trabalhou com grande energia.”
SÉRGIO MACHADO REZENDE, ex-ministro da Ciência e Tecnologia
*
“Eduardo Campos sempre foi um amigo e companheiro leal. Estou profundamente triste com essa tragédia. A dor por essa perda é tão grande quanto a minha gratidão a ele. Solidarizo-me, em primeiro lugar, com a mãe de Eduardo, a ministra Ana Arraes, pois bem sei que não há dor humana maior do que a perda trágica de um filho. Meus sinceros pêsames à esposa e aos filhos, ao povo pernambucano, aos amigos e companheiros dos PSB, do PPS e da Rede. Estamos com vocês em pensamento e orações. O Brasil perde um grande líder. Nós perdemos uma grande inspiração. Que Deus o receba e console a sua família.”
FLÁVIO DINO, candidato ao governo do Maranhão pelo PC do B
*
“O Brasil perde um jovem e promissor político que demonstrou sua capacidade durante sua trajetória como administrador em Pernambuco. É uma perda para o Brasil e para o Nordeste. À familia e à Pernambuco, fica a minha solidariedade e consideração”.
CESAR BORGES, ministro dos Portos
*
“A bancada do Partido Verde lamenta consternada a morte do ex-governador de Pernambuco e candidato à Presidência da República Eduardo Campos, assim a como de todas as vítimas do trágico acidente ocorrido esta manhã em Santos, e solidariza-se com suas famílias.
Além da tristeza pelas perdas humanas, nos toca profundamente a perda de uma força que enriquecia o cenário político nacional.
PARTIDO VERDE, em nota
“Neste momento de dor e perplexidade, a Rede Sustentabilidade manifesta seu profundo pesar pelo falecimento de Eduardo Campos e pelos companheiros de equipe Pedro Valadares Neto, Marcelo Lira, Alexandre Gomes da Silva, Carlos Percol e dos pilotos Geraldo da Cunha e Marcos Martins em um acidente aéreo na manhã desta quarta-feira. A REDE se solidariza com seus familiares, amigos e assessores e convida a todos a manter Eduardo Campos e sua equipe em seus pensamentos.”
REDE SUSTENTABILIDADE, em nota
Deu na FSP

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista