Sem categoria 03/06/2014 04:42

Metade dos brasileiros é a favor da Copa

Por fatorrrh_6w8z3t

Metade da população brasileira é a favor da realização da maior competição do futebol mundial no Brasil: 51% versus 42% que são contra, mostra pesquisa do IBOPE Inteligência sobre a Copa do Mundo de 2014.
Em fevereiro, data da última pesquisa sobre o assunto, 58% eram a favor e 38% contra.
No entanto, a população fica dividida quando avalia as chances de sucesso do evento no país.
Os que acreditam que a realização da Copa tem grandes chances de ser bem-sucedida somam 36%, enquanto os que acham que as chances são pequenas totalizam 31%.
Outros 28% declaram que há médias chances de sucesso.
O levantamento também investigou se, na percepção dos entrevistados, as pessoas em geral estão torcendo mais para que o evento dê certo ou se estão torcendo mais para que o evento dê errado.
Assim, 59% dizem que os brasileiros estão torcendo mais para que dê tudo certo, ao passo que 22% acreditam que a população quer que dê tudo errado.
Outros 12% têm a percepção de que as pessoas estão indiferentes nesse aspecto. Os que não sabem ou preferem não responder somam 7%.
E ao serem perguntados sobre o que eles próprios desejam, 71% dos entrevistados dizem querer que dê tudo certo e 11%, para que tudo dê errado.
Os que não torcem por nenhuma dessas situações totalizam 14% e 4% preferem responder ou não sabem.
Em relação aos sentimentos para o torneio, os negativos prevalecem sobre os positivos.
A soma dos sentimentos positivos superam os negativos em 23 pontos percentuais, quando somadas as três principais menções dos entrevistados.
Em fevereiro, os aspectos positivos superavam os negativos em nove pontos percentuais.
Em maio, os sentimentos mais citados, pelo lado negativo, são preocupação (30% x 27% em fevereiro) e desperdício (29% x 28% na pesquisa anterior), percentuais que sobem para 39% e 37%, respectivamente, entre os que possuem ensino superior completo. Pelo lado positivo, as principais menções são para alegria (26% x 29% em fevereiro) e esperança (18% x 20% no estudo passado), que sobem para 43% e 23%, respectivamente, entre aqueles que possuem renda familiar de até um salário mínimo.
Deu no Ibope

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista