Sem categoria 26/05/2014 11:42

Doleiros também atuavam no tráfico de drogas

Por fatorrrh_6w8z3t

Antes, durante as investigações da Lava-Jato, Maria de Fátima surgiu fazendo remessas de dinheiro para o Brasil mediante operações de câmbio, com o auxílio de Habib e Youssef.
A droga era adquirida na Bolívia e no Peru e enviada via porto de Santos em contêineres para a Europa.
Em mensagens trocadas em outubro de 2013, a PF flagrou problemas de atraso no envio de TED (transferência eletrônica disponível) a partir de uma conta do Posto da Torre, de Habib, o que gerou problemas para o pagamento de drogas.
Os fornecedores da droga se comunicavam pelos apelidos de 777, Black, Michelin, Chavo e Matusalém, e os diálogos são em espanhol.
Em outro momento do inquérito, os emissários da gaúcha falam de uma apreensão no porto de Valência, na Espanha, de 55 quilos de cocaína, que, segundo o inquérito, reúne indícios de ter sido adquirida com os recursos das operações de câmbio realizadas pelos doleiros envolvidos na Lava-Jato.
Com a possibilidade de o Supremo soltar os envolvidos, o conteúdo do inquérito foi encaminhado há uma semana para o ministro Teori Zavascki.
Diante do teor das denúncias, está nas mãos do ministro o destino dessa multinacional do crime.
Deu em Zero Hora

Ricardo Rosado de Holanda


Descrição Jornalista