Sem categoria 02/04/2014 06:10

Japão aumenta imposto sobre consumo depois de 17 anos

Por fatorrrh_6w8z3t

O primeiro aumento do imposto sobre o consumo no Japão em 17 anos entrou em vigor nesta terça-feira com o objetivo de financiar o sistema de previdência social, que custa cada vez mais aos cofres públicos do país, e devido ao temor de uma diminuição dos gastos dos cidadãos, um componente essencial na economia do país.
O aumento no imposto, que subiu de 5% para 8%, foi efetivado hoje, dia em que começa o ano fiscal no Japão, e representa o primeiro aumento desde 1997, quando a taxa subiu de 3% – nível em que foi introduzida originalmente em 1989 – para 5%.
O governo estima que a elevação da tarifa aumente sua arrecadação em 5 trilhões de ienes (US$ 48,485 bilhões) durante este ano e em 8 trilhões (US$ 77,568 bilhões) anuais a partir de 2015.
A medida pretende bancar a previdência social do país, que tem uma população muito envelhecida, sem ter que recorrer à emissão de dívida e melhorar assim sua saúde fiscal, a pior do mundo desenvolvido.
A elevação do imposto propiciou um aumento das compras de última hora no país asiático, tradicionalmente muito sensível a essas mudanças, o que leva ao temor de uma forte redução nos gastos dos consumidores, um componente que representa 60% do PIB nacional.
Para minimizar o impacto do aumento, o governo de Shinzo Abe aprovou um plano de estímulos de 5,5 trilhões de ienes (US$ 53,287 bilhões), mas alguns estimam que tal medida pode não ser suficiente.
Abe voltou a insistir hoje, em declarações divulgadas pela agência “Kyodo”, que seu governo tomará “todas as medidas necessárias” para que o consumo não diminua e o Japão possa sair do ciclo deflacionário dos últimos 15 anos, seu principal objetivo desde que chegou ao poder em 2012.
Deu em EFE
Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista

mais lidas