Sem categoria 18/02/2014 09:40

Erros da Sinal Fechado levam MP a apurar conduta de Procurador

Por fatorrrh_6w8z3t

Ainda a respeito da decisão do Tribunal de Justiça em definir que gravações que ampararam a Operação Sinal Fechado foram obtidas de forma ilegal, o Procurador Geral do MP, Rinaldo Reis, reconhece os erros do MP e ainda anuncia que o responsável está sendo investigado disciplinarmente.
Na entrevista para a Tribunal do Norte de domingo Rinaldo Reis reconhece os erros do MP.
Dentre os trechos de gravações obtidas ilegalmente, há aquela que registra a conversa de um pai de santo, onde é citado o nome do ex-governador Iberê Ferreira de Souza.
A defesa do ex-governador, baseado na ilegalidade das gravações reconhecido pela Justiça,  pediu ao STJ que todo o processo fosse anulado.
Vale a pena reproduzir a fala de Rinaldo Reis para a Tribuna do Norte de domingo.
TN –Quanto as ações do Ministério Público, houve erro que poderia ter evitado esta anulação do trecho interceptado?
RR – Houve uma sucessão de erros, inclusive do Ministério Público, e a gente precisa deixar isso bem claro.
Como a defesa conseguiu esse objetivo, aí eles ficaram ambiciosos. Eles fizeram um novo embargo, onde o MP também não foi intimado, querendo que anule tudo agora.
Quando este processo veio para o MP, já veio numa fase bem mais adiantada e caberia então ao Procurador de Justiça  analisar esse recurso, analisar todos os autos, e então ter visto que houve duas decisões anteriores do TJ que seriam nulas, como a gente defende.
Mas o procurador da justiça se reportou tão somente ao recurso para o STJ, o último recurso. Aos dois anteriores, ele fechou os olhos. Falha grande. E está sendo apurado disciplinarmente essa falha nossa do Ministério Público.

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista