Sem categoria 14/02/2014 11:00

"O Brasil é um país onde as teorias não se aplicam"

Por fatorrrh_6w8z3t

inflacaofgvNo tempo de aluno da pós-graduação na Escola de Comunicações e Artes (ECA), da Universidade de São Paulo (USP), (1979-1982), fiz matrícula numa disciplina complementar ministrada pelo professor Fausto Castilho, que acabara de voltar do exílio e reassumido a cadeira de onde havia sido retirado pela violência da ditadura.
Filósofo, o professor Castilho era brilhante nas suas exposições, que variavam da filosofia, economia, política e comportamento das massas.
Numa dessas aulas, mostrando que o Brasil, em certas coisas, desafia o conhecimento acumulado pela humanidade em outras nações, afirmou: “O Brasil é um país onde as teorias não se aplicam”.
Fique com isso na memória e sempre que vejo uma situação, teoricamente impensável, lembro do professor Fausto Castilho.
A história da foto lá de cima quer dizer que, teoricamente, todos os brasileiros estariam mortos, soterrados pela inflação demolidora.
Nenhuma nação e sua população suportariam, em tese, em 33 anos, uma inflação deste tamanho.
Em um tempo equivalente a Alemanha patrocinou duas guerras.
Medida pela Fundação Getúlio Vargas, a inflação brasileira entre 1980 e 2013 foi de oitenta quatrilhões, novecentos e oitenta e três bilhões, novecentos e quarenta e sete bilhões, oitocentos e cinco milhões e setecentos e vinte e um mil por cento.
É impossível que pessoas e empresas sobrevivam a isso.
Em teoria.
Já que aqui as teorias não se aplicam, o povo vai se salvando como pode.
Principalmente agora que a nova geração ouve falar de novo em inflação.

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista