Sem categoria 16/01/2014 07:23

CNI critica aumento de juros e sugere caminhos

Por fatorrrh_6w8z3t

Diante do acelerado ritmo da inflação em 2013, ano em que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou em 5,91%, acima do centro da meta e do valor registrado em 2012, o aumento dos juros básicos da economia para 10,5% ao ano era esperado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).
Na avaliação da indústria, ao optar por mais um acréscimo de 0,5 ponto percentual, o sexto consecutivo desde maio de 2013,  o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) não dá sinais sobre o fim do ciclo de aperto na política monetária.
A CNI alerta que a inflação continuará sendo foco de preocupação em 2014, não só pelo elevado patamar, mas,  principalmente, porque o governo recorreu, no ano passado, ao  controle dos preços administrados (tarifas de transporte e energia elétrica) e à redução da cesta básica.
Esses mecanismos de controle da inflação dificilmente poderão ser repetidos com a mesma intensidade nesse ano.
Diante desse cenário, a indústria destaca que o abrandamento do aperto monetário depende de uma política fiscal mais ativa no combate à inflação, com controle mais rigoroso dos gastos correntes.
Deu no Portal da Indústria

Ricardo Rosado de Holanda


Descrição Jornalista