Sem categoria 07/01/2014 10:12

Dilermano Mota falou. Em Deus

Por fatorrrh_6w8z3t

Ao tomar a palavra,o Desembargador Dilermando Mota provocou outra expectativa.
Mantinha o rosto impassível. O peito arfava.
Quando abriu a boca foi para falar sobre Deus.
“Que o Senhor continue sendo gracioso conosco”.
Ao fim da sessão, ele saiu rapidamente do plenário.
A toga farfalhando pelos corredores foi a última coisa que o repórter conseguiu ver.
Ibanez Monteiro chegou a ensaiar outra expectativa. Falou sobre a necessidade do Tribunal “responder os anseios da população”.
Logo, entretanto, deixou clarou que se referia a metas de julgamento.
Encerrada a sessão, os desembargadores pareciam precavidos da presença da imprensa.
Habitualmente param quando interpelados por um ou outro repórter.
Hoje não.
O repórter abordou Vivaldo Pinheiro, Cláudio Santos e Expedito Ferreira.
Sem meandros: “O que os senhores acharam o do comportamento de seu colega Dilermando Motta?”.
Pinheiro esboçou um sorriso de constrangimento e balbuciou um “procure o presidente”.
Expedito Ferreira disse algo inaudível já virando o corredor.
Santos cumprimentou o repórter e nada acrescentou.

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista