Sem categoria 28/12/2013 18:36

Prefeito interino de Mossoró enxerga interesse eleitoral na denúncia da PF

Por fatorrrh_6w8z3t

Deu no Portalnoar
Por Dinarte Assunção
O prefeito interino de Mossoró, Francisco José Junior (PSD), emitiu nota negando o recebimento de propina para beneficiar um grupo de empresários acusados de cartel de combustíveis na cidade.
Como tem feito desde o fim da manhã, a reportagem tentou contatá-lo, mas, novamente, não obteve sucesso. No texto, onde ele aponta interesses eleitorais, Silveira Júnior nega o cometimento de ilícito, conforme a íntegra que segue:
No dia 28 de dezembro de 2013, a poucos dias do início de processo eleitoral suplementar na Cidade de Mossoró – Estado do Rio Grande do Norte, o sítio eletrônico designado “portalnoar.com” publicou matéria de forte tom afirmativo e de conteúdo claramente acusatório onde apontou a mim, Francisco José Lima Silveira Júnior, atual prefeito da Cidade de Mossoró, como recebedor de propina para votação em projeto de lei que supostamente visaria favorecer a formação de cartel no mercado de combustível local.
Trata-se de referência superficial e claramente tendenciosa a uma operação policial que não é atual e tampouco conta com qualquer decisão judicial acerca de seu mérito.
Aliás, o título da matéria, seu tom afirmativo e sensacionalista causaria séria estranheza a qualquer leitor, acaso não restasse bem óbvio que o texto em questão visa tão e somente causar prejuízos políticos à minha pessoa, julgando-me por antecipação e sem provas. Acrescento ainda que todos os meus telefones e de meus assessores permanecem ligados ininterruptamente e não receberam qualquer ligação do referido portal de notícias ou de seus representantes.

Quanto aos fatos, no entanto – que é o que importa – tenho a esclarecer que jamais recebi qualquer propina ou intermediei qualquer ajuste junto a empresários locais com vistas a negociar a prática dos atos legislativos inerentes às minhas atribuições enquanto vereador, atribuições estas que exerci com dedicação, empenho e honestidade.

É tudo fruto de meras presunções e conjecturas desprovidas de provas, inclusive porque eu, então na condição de vereador, VOTEI CONTRA as reivindicações dos donos de postos desta Cidade de Mossoró, o que resta, isto sim, DEVIDAMENTE REGISTRADO NAS GRAVAÇÕES DAS RESPECTIVAS SESSÕES LEGISLATIVAS.
Vale recordar mais ainda que não há registro de participação minha em reuniões com quaisquer empresários locais para os fins da injusta acusação em questão, especialmente porque isto não ocorreu.
Esclareço à sociedade mossoroense que o reavivamento de tais injustas acusações não haverá de prejudicar nosso trabalho junto à Prefeitura de Mossoró, inclusive no que pertine às determinações de auditagens e medidas outras que visam definir a real situação enfrentada pela municipalidade.
Não ignoro que minha atuação como Prefeito tem contrariado interesses de grupos políticos já postos há algum tempo, sendo essa certamente a razão de se trazer à tona acusações inverídicas e que têm propósito específico de denegrir minha imagem junto à população mossoroense.
Por fim, agradeço a solidariedade dos muitos que conhecem a correção de minha conduta.
Atenciosamente,
Francisco José Jr.

Ricardo Rosado de Holanda



-

Descrição Jornalista